por 14:47 Sem categoria

GAZETA DO POVO E GUSTAVO FRUET DISTORCEM A VERDADE LEIA A RESPOSTA DO DOÁTICO

O presidente do PMDB de Curitiba, Doático Santos, respondeu a nota da coluna Política do jornal “Gazeta do Povo”. “Todos os filiados citados, foram, por decisão liminar, acolhidos à convenção referida e tiveram seus votos tomados, apurados e somados aos votos dados à chapa do deputado Gustavo Fruet. Assim, foram também derrotados juntamente com o aludido parlamentar”, disse Doático em relação à nota “Derrota Moral”, publicada nesta sexta-feira (30) no jornal.
LEIA NA ÍNTEGRA O TEOR DA RESPOSTA DE DOÁTICO (Clik Aqui)

por 14:45 Sem categoria

GAZETA DO POVO E GUSTAVO FRUET DISTORCEM A VERDADE LEIA A RESPOSTA DO DOÁTICO

GAZETA DO POVO E GUSTAVO FRUET DISTORCEM A VERDADE LEIA A RESPOSTA DO DOÁTICO

O presidente do PMDB de Curitiba, Doático Santos, respondeu a nota da coluna Política do jornal “Gazeta do Povo”. “Todos os filiados citados, foram, por decisão liminar, acolhidos à convenção referida e tiveram seus votos tomados, apurados e somados aos votos dados à chapa do deputado Gustavo Fruet. Assim, foram também derrotados juntamente com o aludido parlamentar”, disse Doático em relação à nota “Derrota Moral”, publicada nesta sexta-feira (30) no jornal.

“Segundo: por um desvio ético comportamental, o deputado Fruet, que fizera uma reclamação à justiça na condição de filiado do PMDB, deixou de comunicar à Justiça seu desligamento da legenda peemedebista, induzindo em erro a magistrada que ao final proferiu a sentença. O dito parlamentar, por seus advogados, continuou atuando no processo como se ao PMDB filiado continuasse”, completou.

Já o diretório municipal do PMDB, disse Doático, informou à eminente juíza seu desinteresse pelo acompanhamento da ação, visto considerar a mesma conclusa por perda de objeto da demanda. “Fruet ao deixar nossa legenda perdeu qualquer direito inerente aos nossos filiados”.

“Lamento que essas informações não foram sequer mencionadas na nota reclamada, pois, fui indagado anteriormente a essa publicação, e respondi à Gazeta do Povo com os mesmos termos aqui relatados”, completou Doático.

LEIA NA ÍNTEGRA O TEOR DA RESPOSTA DE DOÁTICO

Ao editor da coluna Notas Políticas

Senhor editor,

A respeito da nota Derrota Moral, publicada na coluna desta sexta-feira (30/5):n Às vésperas de conduzir a convenção do PMDB que vai escolher o candidato da legenda à prefeitura de Curitiba, o presidente municipal do partido, Doático Santos, sofreu uma derrota moral. Uma decisão judicial considerou ilegal uma decisão de 2003 do diretório curitibano do PMDB que acabou beneficiando Doático na convenção municipal da época, que o reelegeu à presidência local da legenda.

Durante aquela convenção, cerca de 300 filiados não foram incluídos na lista enviada pelo PMDB à Justiça Eleitoral como aptos à votar para escolha do novo presidente municipal. Protegida por uma liminar, uma parte do grupo acabou votando, mas em urna separada. O grupo, ligado a Gustavo Fruet (PSDB), na época um peemedebista, foi derrotado. Agora, a Justiça considerou ilegal a decisão tomada por Doático de não incluir os 300 na lista de votantes. O grupo hoje está fora do partido, assim como Fruet.

Peço, a bem da verdade, sejam feitos os seguintes esclarecimentos:

Primeiro – Todos os filiados citados, foram, por decisão liminar, acolhidos à convenção referida e tiveram seus votos tomados, apurados e somados aos votos dados à chapa do deputado Fruet. Assim, foram também derrotados juntamente com o aludido parlamentar.

Segundo – Por um desvio ético comportamental, o deputado Fruet, que fizera uma reclamação à justiça na condição de filiado do PMDB, deixou de comunicar à Justiça seu desligamento da legenda peemedebista, induzindo em erro a magistrada que ao final proferiu a sentença. O dito parlamentar, por seus advogados, continuou atuando no processo como se ao PMDB filiado continuasse.

Já o Diretório Municipal do PMDB informou à eminente juíza seu desinteresse pelo acompanhamento da ação, visto considerar a mesma conclusa por perda de objeto da demanda. Fruet ao deixar nossa legenda perdeu qualquer direito inerente aos nossos filiados.

Terceiro – Lamento que essas informações não foram sequer mencionadas na nota reclamada, pois, fui indagado anteriormente a essa publicação, e, respondí à Gazeta do Povo com os mesmos termos aqui relatados.

Grato
Doático Santos – Presidente do PMDB de Curitiba

Fechar
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com