0 Shares 329 Views

Foz será hub para voos internacionais, diz Giacobo

30 de setembro de 2019
329 Views

O deputado Giacobo (PL) disse nesta segunda-fieira, 30, que a licença concedida pelo IAP (Instituto Ambiental do Paraná) é a última etapa para a licitação da ampliação da pista do aeroporto internacional de Foz do Iguaçu. Dos atuais 2.195 metros, a pista terá 2,8 mil metros, o que permitirá á cidade receber voos internacionais dos EUA e da Europa.

“São dois principais polos de turistas que já visitam o Brasil e que, a partir da ampliação, poderão visitar as Cataratas do Iguaçu, a Itaipu Binacional, o Marco das Três Fronteiras, o Paraguai e a Argentina, entre vários atrativos que temos em Foz do Iguaçu e na tríplice fronteira. É mais um impulso na economia da cidade”, destaca.

Hoje, dos mais de 70 mil trabalhadores, 40% estão lotadas em atividades ligadas ao turismo em Foz do Iguaçu. “Vamos criar novos postos de trabalho e aumentar a importância da atividade turística para Foz do Iguaçu, uma atividade limpa que requer qualificação dos trabalhadores. A cidade só tende a crescer mais com isso”, disse o deputado.

A obra está orçada em R$ 70 milhões, dos quais R$ 55 milhões serão custeados pela Itaipu Binacional e R$ 15 milhões pela Infraero. “Com a nova pista, o aeroporto vai se tornar um hub, um centro de conexões para voos internacionais, ou seja, Foz do Iguaçu será um novo portão de entrada para turistas estrangeiros e além dos EUA e Europa, um portão de entrada para os turistas da América do Sul”, completou Giacobo.

Perimetral – Giacobo ainda destacou a importância de outras obras na cidade: a Perimetral Leste e a duplicação da BR-469, a Rodovia das Cataratas. “São obras que vão sair junto com a construção da segunda ponte entre o Brasil e o Paraguai. O Porto Meira e esta ligação entre a Rodovia das Cataratas e a BR-277 vão trazer nova fase de desenvolvimento para essas duas regiões. É um novo ciclo econômico para Foz do Iguaçu”, disse.

Só a obra da Perimetral Leste, que também será custeada pela Itaipu Binacional, está orçada em R$ 104 milhões. Giacobo adiantou que nesta última semana, o diretor-geral do Departamento Nacional de Infraestrutura e Transportes, general Santos Filho, recebeu o secretário Sandro Alex (Infraestrutura e Logística) e o diretor do DER, Paulo Furiatti, e trataram da duplicação da Rodovia das Cataratas.

“Já há um entendimento entre o Estado e a União para uma parceria que viabiliza a duplicação da rodovia. O governador Ratinho Junior já adiantou que está pedindo a delegação do governo federal para que o Estado possa fazer o investimento. O projeto executivo da rodovia já está pronto e o governador quer agilizar a obra”, afirmou Giacobo.

Mais notícias para você:



Deixe um comentário

Your email address will not be published.