0 Shares 258 Views

Foz do Iguaçu tem primeira usina de chorume do Paraná

7 de outubro de 2019
258 Views

No próximo dia 20, em Foz do Iguaçu, completa um mês de funcionamento da primeira estação de tratamento de chorume do Paraná. “Esta estação é um marco histórico porque mostra que estamos no caminho certo na promoção de políticas públicas ambientais” disse o prefeito Chico Brasileiro (PSD).

O chorume, que será tratado por osmose reversa, é um composto altamente poluente e de composição complexa, gerado pela degradação dos resíduos em aterros sanitários. O tratamento assegura ainda a estabilidade do aterro sanitário localizado no Porto Belo. “Esse resíduo poluente só recirculava no aterro sem nenhum tipo de tratamento”, disse o prefeito.

Ao final do tratamento, serão gerados 40 metros cúbicos diários de água que serão reutilizados na pré-lavagem de equipamentos e caminhões, paisagismo e controle de emissões de poeira das vias do aterro sanitário.

Licença do IAP

O tratamento começa por uma pré-filtração, onde são removidas as partículas maiores, passando por filtros de areia e de cartuchos. Depois disso, o pH do chorume é controlado por um sistema de dosagem de ácido sulfúrico e, em seguida, por um processo físico de filtração, é pressurizado e encaminhado para o sistema de membranas da osmose reversa.

A estação de tratamento foi licenciada pelo IAP (Instituto Ambiental do Paraná) e atende todas as exigências, padrões de qualidade e normas para sua operação.

A prefeitura também lançou um sistema de gestão ambiental- plataforma para emissão de licenças ambientais de forma digital. O sistema torna digital todos os processos de licenciamentos ambientais emitidos, reduzindo o tempo de espera da tramitação do processo e gastos com impressão.

Mais notícias para você:



Deixe um comentário

Your email address will not be published.