0 Shares 268 Views

Foz do Iguaçu: Novo desafio é ser o destino mais visitado por turistas estrangeiros no Brasil

30 de setembro de 2019
268 Views

A 3ª Conferência Municipal de Turismo, que aconteceu neste final de semana, em Foz do Iguaçu, definiu um Plano de turismo para a próxima década, a proposta é de trabalhar para que Foz do Iguaçu se torne o destino mais visitado por turistas estrangeiros no Brasil

O desafio foi lançado: Foz do Iguaçu quer se tornar o destino mais visitado por turistas estrangeiros no país na próxima década. Essa foi uma das principais propostas defendidas pelos participantes durante a 3ª Conferência Municipal de Turismo, relizada no último sábado, 29, no Anfiteatro da UDC.

Estas e outras propostas irão constar no plano estratégico “Foz do Iguaçu 2030, um futuro melhor para todos”, que deverá ficar pronto até o final do ano, com metas para os próximos 10 anos. Outra ação referendada pelo mais de 100 participantes durante a conferência foi a de transformar o Aeroporto Internacional de Foz do Iguaçu em Hub da América do Sul e o de maior movimento da região sul do país.

Participaram da conferência o prefeito Chico Brasileiro, o secretário de Turismo, Indústria, Comércio e Projetos Estratégicos, Gilmar Piolla, o presidente do Comtur, Carlos Silva, o presidente do Fundo Iguaçu, Enio Eidt, o presidente do Sindetur, Licério Santos, a coordenadora do curso de Turismo da Unioeste, Aurelinda Lopes, além dos representantes de entidades do setor, universitários e comunidade em geral.

” Quero agradecer toda a comunidade que participou das pré-conferências. Foz é uma vitrine turística do Brasil e do Paraná. Temos que pensar em um plano ousado para colocar o turismo em um patamar de maior destaque”, avaliou o prefeito Chico Brasileiro.

Piolla destacou que a propostas aprovadas servirão de base não só para o planejamento do turismo, mas também para o desenvolvimento da cidade na próxima década.

“Não há como falar em turismo sem falar em mobilidade urbana, cidade digital, reurbanização dos espaços públicos, infraestrutura de acesso, turismo cultural e gastronômico, conectividade aérea, serviços públicos de qualidade, experiência turística do visitante e preservação do meio ambiente. Pois o turismo depende de tudo isso e de outros fatores para se desenvolver”, afirmou o secretário.

Propostas

Antes da Conferência, foram realizadas cinco pré-conferências abertas ao público. Nestes encontros, que reuniu mais de 250 pessoas, foram apresentadas 350 propostas. Elas foram inseridas em 30 subgrupos de 15 prioridades.

Foz quer ser o destino mais visitado por estrangeiros no país

Os participantes puderam votar nestas propostas elencadas dentro de três eixos (Destino Inteligente, Marketing e Marca e Desenvolvimento da Indústria, Colaboração e Parcerias) durante a Conferência Municipal.

As propostas mais votadas abordam os seguintes temas: Mobilidade Urbana, Inclusão Digital, Novo Posicionamento de Imagem e Mercado, Infraestrutura, Conectividade Aérea, Reurbanização dos Corredores Turísticos, entre outras.

“A conferência trouxe ideias importantes para o desenvolvimento do turismo em nossa cidade. Saimos daqui hoje com o compromisso de elaborar um plano com o objetivo de garantir uma experiência incomum ao turista no Destino Iguaçu, mas também em melhorar a vida dos cidadãos de Foz”, destacou o presidente do Comtur, Carlos Silva.

Mais notícias para você:



Deixe um comentário

Your email address will not be published.