0 Shares 421 Views

Fomento Paraná lança linha de crédito para mulheres, agricultores e startups

25 de julho de 2019
421 Views

 

A Fomento Paraná lançará nos próximos meses linhas de crédito específicas para mulheres, agricultores familiares e startups, além de dar continuidade ao financiamento de obras de infraestrutura nos 399 municípios paranaenses. Os novos projetos foram apresentados nesta terça-feira (23/07) pelo diretor-presidente da instituição, Heraldo Neves, na reunião do governador Carlos Massa Ratinho Junior com a equipe de governo.

Plano de governo – O governador afirmou que esses projetos estavam previstos em seu plano de governo para incentivar o empreendedorismo, a criação de novas empresas e ampliar a geração de emprego. “Queremos fortalecer bastante a Fomento, que tem a capacidade de potencializar ainda mais os novos negócios no Estado”, afirmou. “A instituição tem um trabalho importante que contribui com o desenvolvimento de diversos setores da sociedade. Essa grande capilaridade é um modelo de sucesso para ampliar os investimentos em infraestrutura e aos empreendedores”, disse.

Banco – O Banco da Mulher Empreendedora deve ser lançado até o início de setembro e prevê financiamentos com juros inferiores a 1% para mulheres que tenham negócio próprio, ou seja como sócia, Microempreendedora Individual (MEI) ou mesmo que queira sair da informalidade. “A oferta de crédito subsidiado dará condições diferenciadas para as mulheres empreendedoras. Elas terão uma vantagem competitiva muito grande no Paraná e poderão acessar créditos que variam de R$ 300,00 a R$ 500 mil”, explicou Neves.

Agricultores familiares – Por meio da Fomento Paraná e do Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE), o Governo do Estado também vai ampliar o acesso a crédito pelos agricultores familiares paranaenses. O objetivo do Banco do Agricultor é oferecer condições diferenciadas aos produtores rurais, com a subvenção do prêmio do seguro rural e do Fundo de Aval Rural, além de disponibilizar carteiras de microcrédito para os pequenos agricultores.

Inovação – Os projetos para ampliar a inovação no Estado também passam pelos mecanismos de fomento a startups e empresas de base tecnológica. “Além do crédito barato, também devemos colocar em funcionamento ainda neste ano a modalidade de participação nos negócios, a partir de um fundo de capital de risco que está sendo implementado”, afirmou Neves. “O incentivo à inovação é um nicho importante e está em alinhamento com o DNA de governo, que quer fazer do Paraná um Estado mais inovador”.

Além do incentivo a pequenos e microempreendedores, uma das principais linhas de atuação da Fomento Paraná é no financiamento de obras de infraestrutura e mobilidade urbana nos 399 municípios paranaenses, em parceria com a Secretaria de Estado do Desenvolvimento Urbano e Obras Públicas e o Paranacidade.

O Sistema de Financiamento dos Municípios (SFM) já destinou R$ 3 bilhões para obras de urbanização, pavimentação de vias urbanas, aquisição de máquinas e equipamentos rodoviários, revitalização de praças e parques, construção de hospitais, postos de saúde, ginásios esportivos e centros de educação infantil.

Também estão previstos novos projetos para o setor público, como o financiamento de projetos de engenharia, equipamentos para a geração de energia renovável e para a gestão eficiente do uso da água, de resíduos sólidos e consumo de energia.

Mais notícias para você:



Deixe um comentário

Your email address will not be published.