0 Shares 289 Views

2ª Feira Negócios do Iguassu apresenta jovens capacitados pelo Trilha Jovem

23 de setembro de 2019
289 Views

Na quarta-feira (18), a 2ª Feira Jovem de Negócios Iguassu reuniu 300 visitantes e possibilitou a 162 participantes do projeto Trilha Jovem Iguassu mostrar um pouco do conhecimento e habilidades do aprendizado em cinco meses de treinamento na área de turismo, atendimento, comércio, hospedagem e eventos.

A feira aproximou os jovens capacitados de empresários, gestores e recrutadores de pessoal. O encontro no Wish Resort Golf Convention abrigou 36 estandes de empresas parceiras do projeto que tiveram seus produtos e serviços oferecidos e apresentados pelos trilheiros. Na prática, os jovens atuaram como embaixadores dos empreendimentos.

Resultado de imagem para fotos da 2ª Feira Jovem de Negócios Iguaçu

João Davi Costa, 17 anos,  morador do  Pilar Parque Campestre, destacou o aprendizado em diferentes áreas, inclusive com projetos sustentáveis, e o contato com empresários de diferentes ramos. “Deixamos velhos hábitos para trás. Minha postura antes era outra, agora estou mais confiante”, disse o adolescente, que acabou de concluir o ensino médio no Colégio Estadual Cataratas.

Evellyn Vitória Rodrigues de Oliveira, 17, moradora do Morumbi e aluna do Colégio Estadual Tancredo de Almeida Neves, revelou que aprendeu a atender bem as pessoas no comércio. “É importante que o cliente volte sempre”, resumiu. Sua colega Larissa Glaner comentou que o Trilha Jovem a mudou totalmente. “Antes eu gostava só de ficar em casa. Agora melhorei na escola e estou aqui interagindo com uma multidão.”

Resultado de imagem para fotos da 2ª Feira Jovem de Negócios Iguaçu

Empresários e autoridades frisam importância projeto

Entre o participantes da feira jovem se destacam Leila Alberton (Itaipu Binacional), Gilmar Piolla (Secretaria de Turismo, Indústria, Comércio e Projetos Estratégicos), Wilbur Souza (Fundação PTI), Maira Uez (Wish Foz do Iguaçu), Karl Stoeckl (Prefeitura de Foz do Iguaçu), Inês Weizemann (vereadora) e Jaime Machado Mendes (presidente do Polo Iguassu).

Alexandre Yung, executivo de Contas da Equalizee Eventos e Stand Solutions, disse que a iniciativa é muito importante porque coloca em contato com as empresas profissionais qualificados em áreas estratégicas da economia. “O setor de eventos tem particularidades e tem muitas oportunidades para gente capacitada.”

Franqueada de O Boticário e Quem disse, Berenice?, Vanessa Mesniki Borges ponderou que o mercado de trabalho muitas vezes abre vagas que não são preenchidas por falta de qualificação. “O Trilha coloca na praça jovens lapidados. A gente percebe os talentos em rápidas conversas. Os trilheiros estão acima da média. Gostaria eu de contratar toda a equipe”, ressaltou.

Empresários da hospedagem, Deborah Luiza Aguerra (Iguassu Eco Hostel) e Ricardo Augusto Nisiide (Tetris Hostel) são antigos parceiros do Trilha Jovem Iguassu. “Eles têm grande diferencial profissional”, disse a empresária. “O evento é uma chance a mais para inserir profissionais preparados nas empresas”, completou o empresário.

Equipe acompanhará a inclusão dos jovens

A próxima etapa do Trilha Jovem Iguassu é acompanhar a inclusão dos jovens no mercado de trabalho nos três primeiros meses. A equipe técnica dará suporte para garantir o máximo de aproveitamento dos talentos pelas empresas. Todo esse acompanhamento garante elevados índices de inclusão e permanência dos trilheiros nas empresas.

Desenvolvido pelo Polo Iguassu, o Trilha Jovem Iguassu atende a demanda crescente por profissionais qualificados e a inserção social e profissional de jovens. O projeto chega à 11ª edição atendendo mais de 1.520 jovens de 16 a 24 anos, em situação de vulnerabilidade social, cujas famílias têm renda de até três salários mínimos.

O Trilha é sinônimo de credibilidade entre os empresários e representantes do trade e possui como principais parceiros a Itaipu Binacional, Fundação PTI e Funcriança, sendo apoiado ainda por outras instituições e empresas. Recebeu, em 2018, a chancela da Unesco e da Rede Globo ao ser escolhido como um dos projetos do Criança Esperança.

Sobre o Trilha Jovem

O Projeto Trilha Jovem foi implantada em Foz do Iguaçu no ano de 2006 e fomenta oportunidades de trabalho no setor turístico e áreas afins de Foz do Iguaçu aos jovens que estejam em situação de risco e vulnerabilidade social.

Turismo e inclusão social surgiu da intersecção de dois desafios socioeconômicos articulados: a demanda de inserção social e profissional de jovens, especialmente os oriundos de famílias em situação de vulnerabilidade e risco social, e a promoção do desenvolvimento sustentável do turismo no Brasil.

É um projeto realizado pelo Instituto Polo Internacional Iguassu e capacita jovens, com renda familiar de até três salários mínimos, com idade entre 16 e 24 anos e alunos do ensino médio da rede pública ou concluído em até 2 anos, para atuarem no mercado de turismo de Foz do Iguaçu. Busca possibilitar a inserção no mercado de trabalho, com o acompanhamento das primeiras 80 horas do jovem na empresa, bem como a sua permanência e ascensão profissional. O grande diferencial do projeto é a metodologia, que trabalha com todas as dimensões de transformação social dos jovens: técnico-profissional, social e individual. Ela é multidisciplinar e soma o desenvolvimento das competências profissionais básicas ao conhecimento efetivo, alcançado por experiências vividas na prática. Todo o aprendizado é baseado em normas do Sistema de Certificação da Qualidade Profissional para o Setor de Turismo.

Mais informações sobre o projeto AQUI.

Mais notícias para você:



Deixe um comentário

Your email address will not be published.