Written by 17:22 Paraná

ExpoLondrina mostra força do agronegócio do Paraná, diz Romanelli

O deputado Romanelli (PSB) disse que a Exposição Agropecuária e Industrial de Londrina se consolidou como a maior feira agropecuária da América do Sul e mostra a importância do agronegócio na economia do País. “A ExpoLondrina evidencia a força do agronegócio paranaense. O setor já responde por 77% das exportações. O estado é líder da produção agropecuária brasileira, segundo maior produtor de grãos do País e primeiro em se tratando de produção animal”, disse Romanelli no lançamento da feira na sexta-feira, 14, em Londrina.

A feira chega na sua 60ª edição, entre os dias 9 e 19 de abril, no Parque Ney Braga nas manhãs, com uma ampla programação nas tardes e noites. Serão palestras, simpósios, encontros, cursos, leilões, julgamentos, shows, reuniões, lançamentos de novos produtos da  indústria, da pesquisa e mais uma infinidade de eventos realizados pelos expositores em seus estandes.

“A exposição de Londrina é tão diversa e intensa que é possível a todos participar tanto para se divertir, encontrar amigos, assistir a um show, quanto para adquirir conhecimentos e maquinários que irão impactar no dia a dia dos profissionais da cadeia do agronegócio, independentemente do tamanho do negócio de cada um”, diz o presidente da Sociedade Rural do Paraná, Antonio Sampaio.

Programação – 
Na agenda estão o Fórum do Agronegócio com o tema “Infraestrutura de Telecomunicação no Campo” no dia 13 de abril. No dia 14 serão realizados o 19º Seminário de Aquicultura, o VII Ciclo de Palestras em Ovinocultura Moderna,  Seminário de Paisagismo,  4º Ciclo de Palestras em Direito Ambiental e Agronegócio.

No dia 15, o Seminário Estadual de Turismo, o evento Construindo o Agro do Futuro e o IV Simpósio de Equideocultura. No dia 16, o  Fórum Jurídico do Agronegócio, o VIII Simpósio de Eficiência em Produção e  Reprodução Animal. No dia 17, o III Simpósio de Pequenos Animais e Projeto Mulheraço, e abertura do V Hackathon, que prossegue até domingo (19).
A programação, segundo Romanelli, é ampla e atende quase todas as atividades do setor agro. O Paraná tem as condições necessárias para continuar avançando no agronegócio brasileiro e se destacando cada vez mais: tem gente que trabalha com seriedade, honestidade e muito profissionalismo; tem solo fértil, água boa e uma logística bem estruturada, o que inclui o Porto de Paranaguá para vários tipos de exportações, e o de Antonina, em se tratando de carga refrigerada, o que inclui a carne produzida no estado”.

“E tem profissionais que atuam com muita competência, à frente das propriedades rurais, cooperativas e agroindústrias, além de autoridades e agentes públicos e políticos que cooperam entre si para garantir um ambiente saudável aos negócios do campo. Ou seja, temos tudo para continuar apostando no setor do agro para nos mantermos no caminho do desenvolvimento”, completa Romanelli.  

A SRP acredita que a feira neste ano supere alguns dos número alcançados  no ano passado – R$ 615,6 milhões em movimentação financeira e 464,1 mil de público. “Estamos trabalhando para que haja um aumento no número de visitantes, de expositores e, consequentemente, de faturamento. Temos um cenário bom, com maior estabilidade política e econômica e também esperamos por uma excelente safra de soja em nossa região. Isso tudo gera um clima bastante favorável”, disse Antônio Sampaio.

(Visited 11 times, 1 visits today)

Close