Written by 11:51 Paraná

Ex-prefeito de Rio Branco do Sul é morto a tiros durante campeonato de futebol

Ex-prefeito de Rio Branco do Sul é morto a tiros durante campeonato de futebol

Rádio Banda B

O ex-prefeito de Rio Branco do Sul, na região metropolitana de Curitiba, João Dirceu Nazzari, conhecido como “João da Brascal”, de 59 anos, foi assassinado a tiros durante uma partida de futebol na cidade na noite deste domingo (12). No tiroteio, também morreu o funcionário do ex-prefeito, José Antenogenes de Faria, 47 anos. Outras duas pessoas foram baleadas, mas foram encaminhadas ao hospital sem gravidade. Em 2010, o prefeito de Rio Branco do Sul, Adel Rutz, também morreu assassinado.

O duplo homicídio aconteceu por volta das 19 horas em uma cancha de futebol na Rua Manoel Muller de Siqueira, durante a entrega de troféus de um campeonato de futebol. O ex-prefeito estava no local para entregar a premiação. Dois homens encapuzados chegaram de carro e já começaram a atirar contra Brascal e o funcionário dele. Segundo testemunhas, não houve tempo para reação. O ex-prefeito foi morto com um tiro na cabeça e o segurança morreu com um tiro no peito.

Houve correria na hora da chegada dos atiradores. Cerca de 600 pessoas estavam no local. Os assassinos usavam espingardas calibre 12 e fugiram pulando o muro do local e não foram mais vistos. Os feridos foram encaminhados para o Hospital de Rio Branco do Sul, sem risco de morte.

Espingarda na cabeça

De acordo com o delegado Rubens Recalcatti, chefe da Divisão de Crimes Contra o Patrimônio e primo do ex-prefeito, diz que um dos assassinos chegou a encostar a espingarda na cabeça de João. “Uma barbárie absurda. Um dos assassinos encostou a espingarda calibre 12 na cabeça do João e atirou. Ele morreu na hora e o funcionário dele também. Pelo menos 600 pessoas estavam no local, mas o silêncio é geral. Ninguém quer falar sobre os crimes, mas vamos descobrir os responsáveis por essas mortes”, afirmou o delegado.

Segundo Recalcatti, o crime deste domingo pode ter relação a outro assassinado na cidade, em março de 2014. “Já temos indícios de que as duas mortes deste domingo podem ter relação com a morte de um empresário de pré-moldados em março do ano passado. Estamos investigando”, falou Recalcatti à Banda B, sem dar mais detalhes.

O empresário morto a que o delegado se refere é Nestor Francisco da Silva Filho, 54 anos, que foi assassinado por um grupo de homens armados com fuzil 762, espingarda calibre 12 e pistola 9 milímetros.

O crime aconteceu no dia 2 de março de 2014 na rua Gertrudes Mangger da Rosa, no bairro Pina, em um bar chamado Barracão, zona rural de Rio Branco do Sul. De acordo com as testemunhas, o empresário e os amigos jogavam bilhar quando um veículo Gol de cor preta parou em frente ao local. Pelo menos quatro homens desceram do carro e iniciaram vários disparos de arma de fogo em direção ao empresário.

Nestor Filho era sócio-proprietário de uma empresa de pré-moldados na Rodovia dos Minérios, no bairro Abranches, quase limite de Curitiba com Rio Branco do Sul.

O COPE (Centro de Operações Policiais Especiais) e policiais militares estiveram no local para as investigações sobre as mortes deste domingo.

Crimes

João Dirceu Nazzari foi prefeito na cidade de 1997 a 2000. Ele foi o último prefeito do município a concluir o mandato de quatro anos. Depois veio o Bento Chimelli, que foi cassado por denúncias de irregularidades na administração e deixou o cargo em 2002. Na sequência, assumiu Joana Faria Elias, como vice, que ficou de 2002 a 2004. Em 2004, assumiu Pedro Portes de barros, que ficou no cargo só no ano de 2005. Foi acusado de compra de votos.

Entrou então na prefeitura Amauri Johnsson (PSC), que renunciou ao cargo em outubro de 2008, depois de sofrer um processo do Ministério Público do Paraná, que o acusava de fraudar licitação.

Assumiu Adel Rutz (PP), que, em março de 2010, foi assassinado aos 36 anos com cinco tiros. Até hoje, ninguém foi condenado pelo crime, que foi premeditado, segundo a polícia.
Rutz dirigia seu carro, um Volkaswagen Golf, e estava quase chegando em casa quando uma moto preta, com dois ocupantes, teria cercado o veículo. Rutz ainda chegou a ser encaminhado para o Hospital Municipal de Rio Branco do Sul, mas não resistiu aos ferimentos.

Adel Rutz assumiu a prefeitura em 2009 em meio a denúncias envolvendo a gestão anterior e a uma rivalidade com o grupo adversário, comandado pelo ex-prefeito, Amauri Johnsson (PSC).

Por último, assumiu a prefeitura, Cezar Gibran Johnson, eleito em 2012, que governa a cidade por meio de uma liminar porque a Justiça entendeu que os eleitores do pai, Amauri Johnson, teriam sido induzidos a pensar que ele seria o prefeito e não o filho, que acabou eleito.

Velórios

O corpo do ex-prefeito João Dirceu Nazzari está sendo velado no Cemitério Parque Iguaçu, em Curitiba. O enterro está marcado para às 17 horas desta segunda-feira (13).

Na capela Rio Branco do Sul acontece o velório de José Antenogenes de Faria. Sepultamento com horário indefinido até o fechamento desta reportagem.

(Visited 1 times, 1 visits today)

Close