Escrito por 10:35 Sem categoria

EU COLABORA(DÔ)?

Compartilhe

Do blog do Professor Marcos Petrônio:

As palavras não dizem as mesmas coisas se analisadas ao longo da história. Se pescarmos no dicionário a palavra “camarada”, veremos que o emprego deste termo era originalmente usado entre os revolucionários soviéticos. Depois, camarada virou qualquer pessoa que ajudasse alguém a trocar um pneu ou fazer um favorzinho.

“Companheiro” tinha uma significação inicial, mais longínqua na linha do tempo em relação aos “camaradas”. Veio com os primeiros cristãos e tem no seu sentido etimológico a ideia de “compartilhar o pão”, depois foi empregado entre os militantes comunistas, depois para se dirigir a amigos de esquerda, ou a esposa ou marido. Hoje, companheiro pode ser qualquer pessoa: “companheiro, uma cervejinha bem gelada, por favor!”

Colaborador é outra palavrinha que se transformou junto com a humanidade. Sua primeira significação foi “aquele que ajuda”. Na 2ª Guerra Mundial, muitos franceses ajudaram as forças nazistas na ocupação de França.

Eles eram chamados pejorativamente de “colaboradores”. Se você chamar um francês de colaborador, ele poderá se ofender contigo, pois lá, colaborador virou sinônimo de traidor, oportunista, gente que muda de lado por dinheiro, mas isso é coisa de francês, não é mesmo, companheiros e companheiras! E o que isso tem com as organizações? (Leia mais)

Close