por 09:37 Campos Gerais, Destaques, Luiz Claudio Romanelli, Norte Pioneiro

Estudo do Norte Pioneiro e dos Campos Gerais é essencial para políticas públicas, diz Romanelli


O deputado Luiz Claudio Romanelli (PSB) disse neste sábado, 23, que estudos como Índice de Progresso Social (IPS) são fundamentais para entender a dinâmica de áreas como a saúde, entre outras, e contribuem de forma significativa na formulação de políticas públicas no Paraná. O IPS é resultado da parceria entre o Ipardes (Instituto Paranaense de Desenvolvimento Econômico e Social), a indústria Klabin e a Fundação Avina.
Romanelli afirma que, com o estudo, foi possível traçar um perfil apurado e atual das 37 cidades do entorno da Indústria Klabin, com sede em Telêmaco Borba. “Os índices aliados às pesquisas com os moradores das cidades da região são fundamentais para formar uma base de dados extremamente importante para elaborar políticas públicas e estimular a participação da sociedade nas propostas para o desenvolvimento regional do Paraná”.

O IPS  mede resultados sociais e ambientais com impacto direto na vida da população. Criado em 2013 por um grupo de pesquisadores norte-americanos, o índice aponta as necessidades das pessoas e considera dados sobre saúde, saneamento básico, segurança e meio ambiente, entre outros, dispensando indicadores econômicos. O estudo foi financiado pela Klabin,similar ao realizado em Goiana (PE), onde a fábrica mantém uma unidade.

Resultados —
 Dentre os 37 municípios estudados, 11 integram a base de atuação mais expressiva do deputado. No Norte Pioneiro, Assaí, Congonhinhas, Figueira, Ibaiti, Nova Fátima, Nova Santa Bárbara, Ribeirão do Pinhal, São Jerônimo da Serra e Sapopema, além de Arapoti e Carambeí, nos Campos Gerais.

Os pesquisadores coletaram dados oficiais e também fizeram pesquisa de percepção com 1,5 mil pessoas em 12 municípios da área de influência da Klabin. O estudo aponta que o IPS médio da região é de 53,17, numa escala que vai de 0 a 100. “Esse resultado mostra que estamos na metade do caminho para atingir os objetivos visados pelo IPS, o que significa que ainda temos um longo trabalho à frente, no sentido de fortalecer as ações para elaborar políticas públicas que atendam às reais necessidades das pessoas”.

Dos 37 municípios avaliados, Sapopema ficou com o melhor índice: 57,5. Já São Jerônimo da Serra, com 50,3, é um dos últimos da lista, mas ainda acima da média. “Nos últimos anos temos trabalhado em conjunto com o prefeito Paulinho Branco (PSB) e garantido muitos recursos para Sapopema, sobretudo para saneamento básico e infraestrutura. Esse índice mostra que nosso trabalho tem apresentado resultados. Vamos continuar trabalhando para que todos os municípios melhorem esses números”, disse Romanelli.

Os demais municípios que participaram do estudo são Cândido de Abreu, Curiúva, Imbaú, Ortigueira, Reserva, Rio Branco do Ivaí, Telêmaco Borba, Tibagi, Ventania, Boa Ventura de São Roque, Castro, Faxinal, Grandes Rios, Ipiranga, Ivaí, Ivaiporã, Londrina, Manoel Ribas, Mauá da Serra, Piraí do Sul, Pitanga, Ponta Grossa, Prudentópolis, Rosário do Ivaí, Tamarana e Turvo.



link do estudo
http://territorio.app.br/

Fechar