Written by 11:27 Gleisi Hoffmann

No Estadão, produtores de cana criticam Gleisi

2908-gleisi

O vice-presidente de Etanol, Açúcar e Bioenergia da Raízen, Pedro Mizutani, atacou hoje a senadora Gleisi Hoffmann (PT) ao lembrar que quando ocupou a Casa Civil no governo Dilma Rousseff (PT), a petista se colocou como interlocutora do setor, mas nada sabia ou fez pelos produtores de cana. “Há três anos a ministra Gleisi Hoffmann foi colocada como interlocutora e ela nem sabia diferença de açúcar e álcool. Com um interlocutor desse não precisa nada. Esse governo para nós não foi legal”, afirmou. As informações são do Estadão.

“Espero uma maior abertura para nós”, disse Mizutani ao comentar a proposta de Marina Silva (PSB) em apoio ao setor. Ele criticou o tratamento dado pelo governo federal para o setor produtivo de etanol e açúcar e citou como exemplo a indicação feita por Dilma para que Gleisi atuasse como interlocutora com o setor.

Mizutani afirmou hoje que Marina Silva “tem feito um bom discurso” ao defender o incentivo ao uso do etanol como combustível. “Mas todos os candidatos precisam olhar e ter uma aproximação maior com o setor, porque o atual governo priorizou inflação e a gasolina. Isso não é sustentável no longo prazo”, disse.

O executivo considerou que o uso da gasolina como controle da inflação impede que o mercado de combustíveis tenha uma livre concorrência e afasta investimentos do setor. “É necessário o mercado e a economia cada vez mais livres para incentivar o empresário investir”, defendeu o vice-presidente da maior companhia produtora de açúcar e etanol do País.

(Visited 3 times, 1 visits today)

Close