0 Shares 212 Views

Emprego na indústria cai pela sétima vez consecutiva, aponta IBGE

11 de dezembro de 2014
212 Views

do Valor

O número de empregados da indústria brasileira caiu 0,4% em outubro em relação a setembro, na série com ajustes sazonais, a sétima taxa negativa consecutiva, apontou a Pesquisa Industrial Mensal de Emprego e Salário (Pimes), divulgada nesta quarta-feira pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Na comparação com outubro de 2013, o emprego industrial caiu 4,4%. Foi o 37º resultado negativo consecutivo nesse tipo de confronto e o mais intenso desde outubro de 2009, quando houve retração de 5,4%. No acumulado do ano, o recuo é de 3% e, em 12 meses, de 2,8%.

A Pimes mostrou que o número de horas pagas na indústria teve retração de 0,8% em outubro na comparação com setembro, descontando-se os efeitos sazonais, sexta queda consecutiva. Na comparação com igual mês de 2013, as horas pagas recuaram 5%, maior queda desde outubro de 2009 (-5,3%), enquanto o acumulado do ano apontou baixa de 3,6%. No acumulado em 12 meses, o número de horas pagas recuou 3,3%.

O IBGE observou que a folha de pagamento real teve alta de 1,1% na passagem de setembro para outubro, já descontando os efeitos sazonais. O aumento recupera parte do recuo de 1,3% registrado em setembro. O instituto destaca que houve influência positiva da indústria de transformação (1,1%), já que o setor extrativo mostrou recuo de 0,6%.

Em relação a outubro de 2013, no entanto, a folha de pagamento real caiu 2,3% em outubro desse ano. No acumulado do ano, o valor da folha mostrou queda de 0,3%. No acumulado em 12 meses, o valor da folha de pagamento teve recuo de 0,8% até outubro.

Mais notícias para você:



Deixe um comentário

Your email address will not be published.