por 09:54 Sem categoria

EM SÃO PAULO, OFENSIVA PUBLICITÁRIA DE JOSÉ SERRA TERÁ SETE CAMPANHAS NA TV

Via Folha de S. Paulo:

Na virada para o ano eleitoral de 2010, o governo de São Paulo lançou uma ofensiva publicitária na TV com sete campanhas que enaltecem a administração de José Serra (PSDB), principal presidenciável do PSDB.

Até o dia 31, o governo levará ao ar, por exemplo, duas diferentes propagandas sobre o Rodoanel e outra sobre as obras da Nova Marginal. As peças são produzidas por duas agências cujos contratos com o governo somam R$ 50 milhões por ano.

Só no Natal foram veiculadas 28 inserções, todas encerradas com o slogan: “Governo de São Paulo: trabalhando por você”. Em alguns programas, como o “Mais Você” e o especial de Roberto Carlos, na Globo, foram exibidas duas campanhas num mesmo bloco de intervalos.

LEIA MAIS

por 09:51 Sem categoria

EM SÃO PAULO, OFENSIVA PUBLICITÁRIA DE JOSÉ SERRA TERÁ SETE CAMPANHAS NA TV

Ofensiva publicitária de Serra

Da Folha de S. Paulo

SP lança ofensiva publicitária com sete campanhas na TV

Peças elogiam a administração de Serra, pré-candidato do PSDB à Presidência

Governo paulista afirma que o seu objetivo é informar a população e que propaganda respeita as regras, sem fazer promoção de autoridades

CATIA SEABRA, DA REPORTAGEM LOCAL

Na virada para o ano eleitoral de 2010, o governo de São Paulo lançou uma ofensiva publicitária na TV com sete campanhas que enaltecem a administração de José Serra (PSDB), principal presidenciável do PSDB.

Até o dia 31, o governo levará ao ar, por exemplo, duas diferentes propagandas sobre o Rodoanel e outra sobre as obras da Nova Marginal. As peças são produzidas por duas agências cujos contratos com o governo somam R$ 50 milhões por ano.

Só no Natal foram veiculadas 28 inserções, todas encerradas com o slogan: “Governo de São Paulo: trabalhando por você”. Em alguns programas, como o “Mais Você” e o especial de Roberto Carlos, na Globo, foram exibidas duas campanhas num mesmo bloco de intervalos.

Além de duas peças de campanhas de longa duração -uma sobre a universidade virtual e outra sobre Imprensa Oficial- foram apresentadas propagandas sobre a qualidade das estradas de São Paulo, recuperação de adolescentes pela Fundação Casa, urbanização de favelas, PoupaTempo e corredor de ônibus.

À exceção da campanha sobre o PoupaTempo -que se encerra amanhã- todas têm vigência até o dia 31.

Oito das inserções do dia de Natal foram sobre o Rodoanel, que tem inauguração prevista para 27 de março, uma semana antes do prazo fixado para que o titular de um cargo eletivo se afaste para concorrer a outra vaga -como deve ser o caso do governador Serra.

Com vigência de 24 a 31 de dezembro, a campanha da Artesp (Agência Reguladora de Serviços Públicos Delegados de Transporte do Estado) ficará restrita às festas de fim de ano.

O governo não informou o custo, sob o argumento de que só é possível calcular após o encerramento das campanhas.

A Artesp acaba de concluir uma licitação para a contratação de uma agência, a um custo de R$ 10 milhões por semestre. A Fundação Casa também lançou licitação para contratação de agência de publicidade (de R$ 5 milhões semestrais).

Segundo a Secretaria de Comunicação do Estado, essas duas campanhas foram levadas ao ar agora porque “os processos licitatórios foram concluídos no final do ano”.

Informação e balanço

A Secretaria de Comunicação do Estado afirmou, em nota, que “as campanhas têm por objetivo informar a população sobre as ações, programas e projetos implementados pelo governo de São Paulo”. Segundo a nota, “seguem o calendário de anúncios e entregas do governo e os prazos das licitações realizadas nas diversas empresas, agências e fundações”.

Essas campanhas, diz a nota, “também realizam balanço das ações de cada um dos seus órgãos, como é pertinente fazer ao final do ano”. Na nota, o governo afirma ainda que “todas as campanhas respeitam estritamente as regras para a comunicação na área pública, delas não constando nomes ou imagens que caracterizam promoção pessoal de autoridades”.

Segundo o governo, o gasto com comunicação representou 0,21% do seu Orçamento.

Foram veiculadas outras duas campanhas ainda neste mês, uma do Metrô e outra da Sabesp. São Paulo é apontada como plataforma de lançamento para Serra, caso ele decida disputar a Presidência.

O orçamento do Estado para publicidade em 2009 é de R$ 313,3 milhões. Há um ano, o governo paulista reúne grifes do marketing político. Ao lado de publicitários tradicionalmente ligados ao PSDB, estão Duda Mendonça, Nizan Guanaes, Fernando Barros e Paulo de Tarso Santos.

Fechar