Escrito por 16:32 Foz do Iguaçu

Em Foz do Iguaçu, audiência vai debater cessão de imóvel para paróquia

Compartilhe

terreno 3 band 2

Na terça-feira (28), às 20h, a Câmara Municipal realiza Audiência Pública para debater a possível cessão em comodato de um terreno no bairro Três Bandeiras, em favor da Paróquia Nossa Senhora de Fátima. A cessão é uma reivindicação antiga para abrigar os trabalhos sociais.A audiência foi proposta pelo Presidente do Legislativo – vereador Zé Carlos (PMN).

“Chamamos toda a comunidade do bairro para definirmos novas ações para o desenvolvimento do trabalho voluntariado, que é uma necessidade crescente e importante. Esse terreno pode nessa demanda. Contamos com a participação de todos”, destaca Zé Carlos.

O Padre Paulus Tolang, responsável pela Igreja, relatou que caso o terreno seja cedido, em nome da Cáritas Diocesana (instituição responsável pela área social da igreja), será destinado à construção de uma estrutura física para abrigar os trabalhos sociais desenvolvidos pela Paróquia, já que o espaço que possuem atualmente para realização das atividades é muito pequeno. Entre os grupos estão: pastoral da criança, da saúde, familiar, por exemplo.

As pastorais realizam diversos trabalhos com os moradores da região e carecem de espaço para os atendimentos. Elzi Okuda – coordenadora da Pastoral da Saúde, que trabalha junto aos doentes e idosos da comunidade, prestando auxílio e encaminhamento religioso às pessoas comenta que o terreno já é um anseio antigo dos fiéis, uma vez que a comunidade não tem uma casa paroquial para a realização dos trabalhos.

A coordenadora da pastoral da criança Lourdes Wagner comenta que o grupo atende cerca de 800 a 900 crianças por mês de 0 a 6 anos de idade, fazendo visita às casas e às creches, para verificar se as crianças estão com as vacinas em dia e se estão frequentando a escola.

“Caso eles estejam doentes ou não tenham tomado as vacinas necessárias, nós os encaminhamos ao posto de saúde”, destacou Lourdes. O grupo também realiza o acompanhamento das gestantes, observando se existe o risco de aborto e se estão fazendo os exames corretamente. “O terreno é uma necessidade urgente, porque nós atendemos cerca de onze comunidades e não temos salas para abrigar todos os movimentos”, enfatizou.

A audiência será realizada no salão paroquial da igreja, localizado na Avenida Gramado, 4111, Jardim Três Bandeiras.

Close