0 Shares 188 Views

Em Foz, Celepar lança programa para inclusão digital de idosos

11 de fevereiro de 2014
188 Views

claudia pereira  Inclusão Social da Pessoa Idosa foz do iguaçu celepar

A Secretaria de Assistência Social de Foz do Iguaçu em parceria com a Companhia de Informática do Paraná – CELEPAR e Provopar estão realizando o programa desenvolvido em todo Paraná chamado Inclusão Social da Pessoa Idosa. O curso segue de 10 a 14 de fevereiro, com aulas todos os dias e duração de três horas cada aula, nos períodos manhã, tarde e noite.

O objetivo é promover a inclusão do idoso no mundo digital, a fim de permitir uma interação maior no relacionamento familiar e social. Segundo a secretária de Assistência Social Claudia Pereira é uma capacitação dirigida aos idosos, para que eles possam usar as ferramentas da informática no dia a dia deles.

“Este projeto de Inclusão Social da Pessoa Idosa, vem de encontro ao trabalho desenvolvido pela secretaria de atenção aos idosos, que é o fortalecimento dos vínculos familiares, não só da criança, do adolescente, mas também do idoso. Afim de que ele permaneça integrado à família e a sociedade, de forma a permitir que ele não comece a se isolar. É um trabalho de prevenção, na medida em que, vão aprender a criar um email, um perfil no facebook, para conversar e se relacionar com os familiares, filhos e netos. Já tínhamos uma expectativa de criar algo nesse sentido, saindo um pouco das atividades recreativas e esportivas. Ficamos muito felizes, porque planejamos uma semana de inscrições e em apenas um dia e meio, conseguimos completar as 90 vagas e, já temos uma demanda para o próximo curso”, considerou a secretária Claudia.

Para o diretor presidente da CELEPAR Jacson Carvalho Leite o curso de informática de inclusão da pessoa idosa visa integrar o idoso a família e a sociedade.

“Vamos expor ao grupo que existe muitas atividades a partir da tecnologia de informação, que habitualmente são voltadas para ao jovem na preparação para o mercado de trabalho. O idoso ao longo de sua vida foi coletando informações, armazenando, criando um acervo. Entretanto nesta fase da vida o idoso começa a ficar isolado da família, em razão das pessoas usarem a tecnologia constantemente. Nosso intuito é fazer com que os idosos, com todo esse conhecimento adquirido na sua vida, agora não fiquem marginalizado, e se aproximem do filho ou do neto utilizando a internet, que entendam o que é uma mensagem por email, e que ele comece a ter mais facilidade nessa convivência na família e com o mundo atual”, disse Leite.

O diretor exemplificou “a idosa que está acostumada a receber em casa as amigas para tomar um chimarrão, daqui a pouco vão começar a deixar de ir até a casa dela, pelas dificuldades sociais. Mas se ela aprender a usar as ferramentas da internet, e nós conseguirmos que eles criem redes de amigos no facebook, como grupos de idosos para conversarem, vamos eliminando aquela dificuldade, que vai permitir com que eles continuem inseridos contextualmente na sociedade digital, ”finalizou.

Esta é a primeira edição de 2014 do Programa de Inclusão Social da Pessoa Idosa, que vai de 10 a 14 de fevereiro, cujo objetivo é atingir 500 idosos nesse processo de inclusão.

Ivete Maria de Souza moradora do Jardim Petrópolis disse que aprender a usar a internet é muito importante, “quero aprender a me comunicar com os filhos e os parentes”. Para Edgar José Rockenbach, 79 anos morador do bairro Cohapar, “é uma ótima oportunidade o curso, “sei um pouco, mas aprender mais sobre interne é muito bom, porque conseguimos falar mais com amigos”, avaliou.

Mais notícias para você:



Deixe um comentário

Your email address will not be published.