0 Shares 184 Views

Em cinco anos lava jato ofereceu mais de 100 denúncias

20 de agosto de 2019
184 Views

 

A força-tarefa da Lava Jato divulgou, nesta segunda-feira (19), um levantamento dos números ao longo dos cinco anos de operação no Paraná. Foram oferecidas 101 denúncias contra 445 pessoas e a condenação de 159 réus a um total de 2.249 anos, 4 meses e 25 dias de pena até julho de 2019. As informações são do UOL.

No primeiro semestre deste ano, foram oferecidas perante a Justiça Federal 16 acusações. A última ação proposta pelo MPF disse respeito a pagamentos de propina em esquema de corrupção no contrato de construção da Usina de Belo Monte, envolvendo o ex-senador Edison Lobão.

Neste ano também já foram denunciados o presidente nacional do MDB, Romero Jucá; o ex-governador paranaense Carlos Alberto Richa (Beto Richa); empresários e agentes públicos identificados no esquema de corrupção ligado ao pedágio de rodovias federais no Paraná; Paulo Vieira Souza, apontado como operador do PSDB, além de três ex-executivos do Banco Paulista.

As primeiras acusações da Lava Jato ocorreram em abril de 2014 e avançaram pela Petrobras, se desdobrando a outros órgãos públicos federais, estaduais e municipais. Além das mais de 100 denúncias já protocoladas, a força-tarefa em Curitiba também propôs dez ações de improbidade contra 63 pessoas, 18 empresas e três partidos políticos: Progressistas, MDB e PSB.

A última fase, deflagrada recentemente, teve como alvos empresários suspeitos da lavagem de R$ 329 milhões, entre 2006 e 2014, no interesse da construtora Odebrecht. Por meio de acordos de colaboração, leniências, Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) e renúncias voluntárias de valores, a operação já garantiu a recuperação de aproximadamente R$ 14 bilhões aos cofres públicos, que devem ser pagos ao longo dos próximos anos. Desse valor, R$ 3 milhões já foram efetivamente devolvidos para a Petrobras.

A investigação garantiu ainda, até agora, o retorno de R$ 416.523.412 aos cofres da União; R$ 59 milhões foram transferidos para a 11ª Vara da Seção Judiciária de Goiás, referentes ao caso Valec Engenharia; e R$ 350 milhões foram destinados ao abatimento de 30% no valor da tarifa paga pelos usuários das praças de pedágio da empresa Rodonorte nas rodovias federais que cortam o estado do Paraná.

Mais notícias para você:



Deixe um comentário

Your email address will not be published.