Escrito por 13:50 Assunto

Em cada oito eleitores no Paraná, um está filiado a algum partido

Em cada oito eleitores no Paraná, um está filiado a algum partido
Compartilhe

Mesmo com a crise política motivada pelos sucessivos escândalos de corrupção, o Paraná fechou 2017 com um em cada oito eleitores filiado a algum partido. De acordo com dados oficiais do Tribunal Superior Eleitoral, dos 7,9 milhões de eleitores paranaenses, 1.041.667 estavam filiados a partidos até dezembro do ano passado. PMDB, PP e PSDB lideram o ranking de partidos com maior número de filiados no Estado. Juntas, as três legendas respondem por mais de 37% dos eleitores registrados oficialmente como filiados a partidos no Paraná. As informações são de Ivan Santos no Bem Paraná.

O PMDB do senador Roberto Requião é a sigla com maior número de filiados: 118.268, ou 18% do total. O PP da vice-governadora e pré-candidata ao governo, Cida Borghetti, vem em seguida, com 112.607 filiados, ou 10,8%. O terceiro da lista é o PSDB do governador Beto Richa, com 88.233 eleitores alistados no partido, ou 8,47% do total.

Em relação a 2016, houve uma pequena queda no número de eleitores filiados a partidos no Estado em 2017. Em dezembro de 2016, eram 1.042.096 alistados em alguma sigla no Paraná, ou 429 a mais do que no último mês do ano passado.

Duramente atingido pela operação Lava Jato, o PT foi a segunda legenda que mais perdeu filiados no Estado no ano passado. Foram 554 a menos, atrás apenas do PDT do ex-senador e pré-candidato ao governo, Osmar Dias, que fechou 2017 com 576 filiados a menos. O PMDB de Requião vem em seguida, com 454 filiados a menos, seguido do Partido da República (PR), que perdeu 432 membros.

Na contramão desse “encolhimento, o PSD do deputado estadual e também pré-candidato ao governo, Ratinho Júnior, cresceu, fechando o ano com 746 filiados a mais em relação a 2016. O segundo maior crescimento foi do Partido Renovador Trabalhista Brasileiro (PRTB), que angariou 742 filiados a mais do que no ano anterior. O PSB, que recebeu quatro deputados saídos do PMDB de Requião, vem em seguida, com 616 filiados a mais do que tinha em 2016. Já o PSDB do governador Beto Richa teve um pequeno saldo positivo de 81 filiados a mais.

Nova esquerda – No plano nacional, o PSOL foi a sigla que mais “lucrou” com a crise dos grandes partidos. Surgido de uma dissidência do PT, a legenda de esquerda foi o partido que mais ganhou filiados em 2017 em todo o País, fechando o ano com 24 mil novos filiados. Já o PMDB do presidente Michel Temer foi o que mais encolheu. A sigla teve uma fuga de 4.528 integrantes. Já o PT perdeu 82 membros em relação ao ano anterior. O PSDB do governador de São Paulo e pré-candidato à presidência da República, Geraldo Alckmin, perdeu 10 mil integrantes.

Close