Written by 19:00 Cotidiano, Segurança Pública

Em 2019 o número de apreensões de mercadorias contrabandeadas ou descaminhadas aumentou 36%

O número de apreensões de mercadorias contrabandeadas ou descaminhadas feitas pela Receita Federal, em Foz do Iguaçu e Guaíra, ambas no oeste do Paraná, na fronteira com Paraguai e Argentina, aumentou 36% no ano passado, em relação a 2018. Informações G1.

Ao todo, o valor das apreensões que entraram no país, sem o pagamento de impostos, somam cerca de R$ 465 milhões, segundo a Receita Federal.

O cigarro é o principal produto contrabandeado. Em 2019, foram apreendidos 45 milhões de maços. O que representa 76% a mais do que em 2018.

Em segundo lugar, aparece a apreensão de celulares. Foram 65,8 mil de aparelhos apreendidos, número 57% maior do que foi registrado em 2018.

O balanço foi divulgado na tarde de quarta-feira (15).

De acordo com a Receita Federal, os cigarros, celulares e eletrônicos representaram juntos mais de 66% do total das apreensões do ano passado.

O balanço também contabiliza bebidas, brinquedos, medicamentos, óculos, perfumes, relógios, roupas e outras mercadorias.

Contrabando e descaminho

De acordo com a Receita Federal, o contrabando é quando o suspeito importa ou exporta mercadorias que não são permitidas no país e precisam de análise ou autorização para ser vendida.

O descaminho é quando o suspeito entra ou saí com algum produto permitido no país, mas sem pagar os impostos devidos.

Frascos e comprimidos de anabolizantes estavam presos ao corpo dos dois suspeitos presos na manhã deste domingo (8) em São Miguel do Iguaçu (PR) — Foto: BPFron / Divulgação

Frascos e comprimidos de anabolizantes estavam presos ao corpo dos dois suspeitos presos na manhã deste domingo (8) em São Miguel do Iguaçu (PR) — Foto: BPFron / Divulgação

(Visited 3 times, 1 visits today)

Close