Escrito por 9:39 Brasil, Política

Em 2015, FAB realizou 2.734 voos para transportar autoridades dos três Poderes

fab

Painel, da Folha de S.Paulo

Voa, canarinho, voa Em 2015, a FAB (Força Aérea Brasileira) realizou 2.734 voos para transportar ministros de Estado e os presidentes da Câmara, do Senado e do STF (Supremo Tribunal Federal), segundo os dados oficiais. Março, mês em que a crise política se intensificou —com os primeiros panelaços, a rejeição recorde da presidente Dilma Rousseff, a demissão do então ministro Cid Gomes (Educação) e 210 mil pessoas na avenida Paulista a favor do impeachment—, foi recordista, com 324 voos.

Ajuste aéreo Ano passado registrou uma queda no número de viagens feitas pela FAB —foi o menor desde 2012. O campeão da série histórica continua sendo 2014, quando Dilma se reelegeu à Presidência.

Comparação O presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), viajou 144 vezes. Seu antecessor no cargo, o atual ministro Henrique Eduardo Alves (Turismo), passou 2014 com só 54 voos.

Foi à vaia Uma das explicações da diferença é o programa Câmara Itinerante, criado por Cunha, pelo qual ele visitou assembleias nos Estados para divulgar seu trabalho. Em várias dessas visitas, acabou vaiado —em São Paulo, manifestantes foram tirados do plenário à força.

(Visited 2 times, 1 visits today)
Close