por 12:03 Sem categoria • Um Comentário

DUPLICAÇÃO DA RODOVIA MARINGÁ-GUAÍRA É PRIORIDADE DO MANDATO DE ZECA DIRCEU

A melhoria da infraestrutura será uma das prioridades do mandato participativo do candidato a deputado federal Zeca Dirceu. Na Câmara dos Deputados, Zeca vai defender mais investimentos na melhoria da malha viária do Noroeste e de todas as regiões do Paraná. Uma das primeiras bandeiras será a duplicação da PR 323, no trecho entre Maringá e Guaíra.

“A melhoria da infraestrutura viária é uma cobrança constante das lideranças e moradores do Noroeste do Paraná”, informa Zeca Dirceu. O candidato a deputado federal disse ainda que, além das rodovias que precisam ser duplicadas, o Paraná tem problemas para resolver na questão de portos e aeroportos e na intermodalidade dos transportes, com mais investimentos em hidrovias e ferrovias.

LEIA MAIS

Siga o blog no twitter

por 12:00 Sem categoria

DUPLICAÇÃO DA RODOVIA MARINGÁ-GUAÍRA É PRIORIDADE DO MANDATO DE ZECA DIRCEU

DUPLICAÇÃO DA RODOVIA MARINGÁ-GUAÍRA É PRIORIDADE DO MANDATO DE ZECA DIRCEU

A melhoria da infraestrutura será uma das prioridades do mandato participativo do candidato a deputado federal Zeca Dirceu. Na Câmara dos Deputados, Zeca vai defender mais investimentos na melhoria da malha viária do Noroeste e de todas as regiões do Paraná. Uma das primeiras bandeiras será a duplicação da PR 323, no trecho entre Maringá e Guaíra.

“A melhoria da infraestrutura viária é uma cobrança constante das lideranças e moradores do Noroeste do Paraná”, informa Zeca Dirceu. O candidato a deputado federal disse ainda que, além das rodovias que precisam ser duplicadas, o Paraná tem problemas para resolver na questão de portos e aeroportos e na intermodalidade dos transportes, com mais investimentos em hidrovias e ferrovias.

A rodovia PR-323 tem cerca de 210 quilômetros unindo os municípios de Maringá, Iporã, Paiçandu, Cianorte, Tapejara, Cruzeiro do Oeste, Umuarama, Perobal e Cafezal do Sul. De Iporã até Guaíra passa a ser rodovia federal e recebe o nome de BR-272, num raio de 60 quilômetros.

Em 2008, o volume de tráfego variava de 15 mil a 20 mil veículos por dia próximo a Maringá, nove mil veículos/dia até Umuarama e aproximadamente três mil veículos/dia nas proximidades de Guaíra. Estima-se que esses números cresceram muito desde que o estudo foi apresentado. A rodovia tornou-se rota muito acessada.

Zeca Dirceu já assumiu formalmente o compromisso pela duplicação do trecho, ao assinar documento elaborado pela Comissão Permanente pela Duplicação da PR 323 (Copedu). “Esta rodovia tem um grande volume de tráfego e a duplicação irá diminuir consideravelmente o índice de acidentes e de vítimas”, analisa.

Na avaliação de Zeca, o Paraná tem muito para avançar em termos de transporte, sobretudo no intermodal, envolvendo várias modalidades de transporte. “Isso facilitaria muito o escoamento da nossa safra, pois há lugares que o mais indicado é o uso de caminhões, enquanto que em outros casos a melhor opção é a ferrovia. Mas, para isso, precisamos que nossas rodovias e ferrovias tenham melhores condições”, completa.

Aumentar o volume de investimentos nos aeroportos é um dos obstáculos a ser superado, informa Zeca. “Embora haja uma ótima notícia para o Aeroporto Afonso Pena, que vai receber mais de R$ 70 milhões em investimentos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) por conta da Copa de 2014, são necessários recursos para os demais aeroportos de grande porte do Paraná”, lembra.

Zeca Dirceu defende que os investimentos também sejam destinados aos pequenos aeroportos espalhados por todo o Paraná. “Pois, só assim teremos melhores condições de transporte, não só por via terrestre, mas também aéreo”, justifica.

Hidrovia – A questão do transporte hidroviário é outra bandeira que Zeca Dirceu vai defender na Câmara dos Deputados. “O uso de hidrovias para o transporte de cargas seria muito barato e menos poluente. Para algumas empresas pode parecer mais vantajoso usar apenas caminhões no transporte da carga, ao invés de aliar aos meios de transporte fluvial e o rodoviário”, acredita.

“Só que existe o problema dos congestionamentos que atrasam a entrega das cargas nos destinos”, alerta. “O uso de hidrovias também pode representar uma redução nos gastos com transporte. Portanto, o meio pode ser ainda mais barato”, conclui.

Fechar
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com