Arquivos

Categorias

Discriminação ao Paraná é injusta, diz Romanelli

Romanelli diz que o Paraná é o melhor parceiro do governo federal na execução de políticas públicas

O deputado Luiz Claudio Romanelli (PMDB) classificou como “profundamente injusta” a discriminação sofrida pelo Paraná em relação aos empréstimos retidos na Secretaria do Tesouro Nacional (STN) – órgão do governo federal. “O Paraná tem hoje R$ 2,4 bilhões parados na STN. São recursos para programas estruturantes nas áreas do trabalho, família e segurança social, meio ambiente, agricultura e segurança pública”, disse Romanelli nesta segunda-feira, 24, ao usar a tribuna do legislativo.

“São programas para combater a pobreza extrema no estado. Nenhum programa é um programa que não tenha a sustentabilidade do ponto de vista social. E é isto que dói no coração da gente”, completou.

Como exemplo da discriminação, Romanelli citou os empréstimos para Santa Catarina, estado que tem a metade da população do Paraná, e com o Rio Grande do Sul. “Em três anos, Santa Catarina, R$ 9,8 bilhões e o Paraná, R$ 853 milhões. Ao mesmo tempo, o Rio Grande do Sul, que é um estado que tem uma economia e tem as finanças públicas piores, uma situação muito grave, recebeu 4,8 bilhões”, disse.

PARCERIAS – Romanelli disse que não como entender a discriminação já que o Paraná é ume excelente parceiro do governo federal na condução das políticas públicas e de programas como a Minha Casa, Minha Vida, Pronatec, entre outros. “O Paraná dá um show no programa Minha Casa, Minha Vida porque tem contrapartida do governo Beto Richa. É o Estado que faz mais casas graças a Cohapar e a decisão política do governador”, disse Romanelli. No Paraná, o programa vai entregar mais de 100 mil casas em quatro anos.

“Em parceria com o governo federal, o Programa Compra Direta está investindo R$ 92 milhões, beneficiando 10,8 mil agricultores e 320 entidades. Nós temos 77 mil jovens em cursos técnicos, dobramos o número de alunos no ensino médio, onde o Paraná é campeão nacional neste esforço”, disse.

Romanelli reiterou que os recursos retidos “fazem uma enorme diferença” ao estado e usou mais um exemplo em relação ao Rio Grande do Sul. “Enquanto o estado gaúcho só tem uma universidade estadual, o Paraná tem sete grandes universidades e investe R$ 2 bilhões anuais no ensino superior”, disse. No âmbito das competências da federação, o ensino superior é de responsabilidade do governo federal.

“Agora nenhum governo recebeu R$ 30 bilhões em investimento privados com o ambiente criado pelo governador Beto Richa, os R$ 160 mil novos empregos que estão sendo criados na área industrial, sem falar nos 362 mil empregos criados com carteira assinada que nós criamos neste período de dois anos e três meses de governo. E isso tipo de resultado que temos que pautar a nossa discussão em tornos dos empréstimos”, defendeu Romanelli.

 

Política, economia, cultura e bom humor no blog do Paraná.