Written by 10:50 Brasil

Deputado petista fraudou eleições do PT com dinheiro desviado

Homem de confiança da então presidente Dilma Rousseff, o deputado Odair Cunha (PT-MG) foi devidamente recompensado pelos serviços ao PT como relator da CPI do Cachoeira, em 2012. Nos meses subsequentes ao fim da comissão, o petista deixou o chamado baixo clero da Câmara para eleger-se presidente do PT em Minas Gerais. Com o comando do partido, conseguiu um novo mandato em 2014 na esteira da campanha de Fernando Pimentel, governador mineiro. Agora, a Procuradoria-Geral da República revela que ele também foi capturado pela teia da Lava-Jato.

O parlamentar, que atualmente ocupa o cargo de secretário de Estado no governo de Minas, embolsou 150 000 reais desviados dos cofres da Confederação Nacional do Transporte (CNT), entidade mantida por recursos de contribuições sindicais. Mas não foi o único golpe. O destino final do dinheiro, segundo o ex-vereador petista e delator Alexandre Romano, foi a eleição do diretório estadual do PT mineiro.

(Visited 1 times, 1 visits today)

Close