Written by 17:00 Brasil, Lava Jato

Depois de polêmica, MPF pede suspensão da criação de fundação de R$ 2,5 bilhões

 

O Ministério Público Federal afirmou neste terça-feira, 12, que pediu a justiça a suspensão da criação da fundação que administraria R$ 2,5 bilhões, recursos resultantes do acordo entre a Petrobras e o governo norte-americano. “A força-tarefa da Lava Jato no MPF/PR informa que vem mantendo tratativas com a Advocacia-Geral da União e a Petrobras e optou por propor, ao juízo que homologou o acordo, a suspensão dos procedimentos para constituição da fundação que daria uma destinação de interesse público para os recursos depositados em conta judicial”, diz a nota à imprensa.

“Também serão consultados a Controladoria-Geral da União e o Tribunal de Contas da União. Durante esse período, os valores que seriam pagos aos Estados Unidos pela Petrobras estão depositados em conta judicial vinculada à 13ª Vara Federal de Curitiba, com rendimento pela Selic”, adianta a nota.

A decisão, segundo o MPF, busca encontrar a melhor solução jurídica para que os recursos possam ficar no Brasil e ser empregados “em favor da sociedade brasileira, com base na melhor experiência nacional e internacional, foi proposta a criação de uma fundação de interesse social”.

“Contudo, diante do debate social existente sobre o destino dos recursos, a força-tarefa está em diálogo com outros órgãos na busca de soluções ou alternativas que eventualmente se mostrem mais favoráveis para assegurar que os valores sejam usufruídos pela sociedade brasileira”, adianta.

(Visited 10 times, 1 visits today)

Close