Written by 14:11 Meio ambiente

Curitiba e Cascavel são premiadas pelo Certificado de Mérito Ambiental

O Governo do Paraná criou neste ano o Certificado de Mérito Ambiental, que premia municípios pela implantação de projetos de sustentabilidade em prol do ecossistema. A intenção é reconhecer boas ações que podem ser replicadas em outras cidades do Estado. A iniciativa é da Secretaria do Desenvolvimento Sustentável e do Turismo.

Nesta primeira edição receberam o certificado Curitiba e Cascavel. O prêmio foi entregue pelo governador Carlos Massa Ratinho Junior nesta terça-feira (17), na mesma solenidade em que foram confirmados recursos para ações ambientais em 149 municípios. “Temos um histórico muito bom na área de meio ambiente, com boas ideias e boas práticas de preservação. E o Governo do Estado encontrou uma maneira de reconhecer essas ações”,armou o governador.

Curitiba recebeu o Certificado de Mérito Ambiental pela iniciativa de realizar o transporte final dos resíduos sólidos gerados no município para a fabricação de Combustível Derivado de Resíduo (CDR) – substituto energético do coque de petróleo usado como combustível para a fabricação de cimento.
Uma ação inovadora, que busca viabilizar alternativa para o tratamento deste tipo de resíduo, reduzindo o uso de aterros sanitários e atendendo a Política Nacional de Resíduos sólidos. “É um reconhecimento ao trabalho de Curitiba para diminuir o volume de lixo aterrado. Avançamos e nos tornamos iguais a grandes cidades da Europa”, armou RafaelGreca, prefeito de Curitiba.

CONSÓRCIO – Os municípios do Consórcio Intermunicipal para Gestão dos Resíduos Sólidos Urbanos (Conresol), formado por 23 Municípios da Região de Metropolitana de Curitiba (RMC), produzem diariamente, 2,6 mil toneladas de resíduos, que atualmente são enviados para um aterro privado em Fazenda Rio Grande. A substituição traz uma série de benefícios: redução das emissões de carbono, diminuição de passivos ambientais nos aterros sanitários, economia financeira para o município e geração de emprego e renda.

CASCAVEL – Já Cascavel foi certificada pelo trabalho que vem realizando desde 2008 na utilização dos gases gerados no Aterro Sanitário Municipal para a produção de energia elétrica. A cidade do Oeste foi a primeira do Estado a gerar energia através do biogás do aterro sanitário pelo regime de geração distribuída, utilizando tecnologia totalmente
nacional, tanto para a geração quanto para a conexão do sistema na rede de energia.Anteriormente, o biogás era apenas queimado.
Atualmente são gerados 149 KWh de energia, capacidade para abastecer 20 espaços públicos e praças de Cascavel. Para 2020 será atingida a capacidade máxima de geração de energia instalada, em torno de 300 kwh.

(Visited 2 times, 1 visits today)

Close