Escrito por 18:09 Assunto

CPMI das Fake News vai propor pena mais severa para notícias falsas ligadas a saúde

Causa e consequência A CPMI das Fake News vai incluir em seu relatório um trecho específico sobre a disseminação de notícias falsas ligadas a questões de saúde pública. Técnicos que auxiliam no parecer elaboram recomendações para prever novas penas ou agravar a punição de quem divulga dados mentirosos da área. Estudos que mostram relação da desinformação sobre vacinas com aumento de casos de sarampo no Brasil inseriram o assunto na comissão. E a propagação do coronavírus reforçou a preocupação. Painel, Folha de S.Paulo

De pouco em pouco Ainda não foi definido como isso vai se dar do ponto de vista jurídico, quais dispositivos podem ser utilizados. Uma das dificuldades dos técnicos é encontrar o limite entre a liberdade de expressão e o crime de fato.

Vinde a nós Há requerimentos de convites na CPMI das Fake News para ouvir o médico Drauzio Varella, colunista da Folha, e representantes do Ministério da Saúde e das Nações Unidas. O objetivo é intensificar a discussão e chegar a meios concretos de tratar as notícias falsas sobre saúde.

Evite O ministro Luiz Henrique Mandetta (Saúde) definiu as linhas de comunicação para o caso de contaminação do coronavírus dentro do país. Neste caso, será acionada campanha recomendando o reforço da higiene pessoal, como lavar as mãos, evitar aglomerações e não compartilhar utensílios de uso pessoal.

Close