Covid-19: Brasil tem 21,8 milhões de casos e mais de 608 mil mortes

balanço divulgado nesta terça-feira (2) pelo Ministério da Saúde registra 6.431 novos diagnósticos de covid-19 em 24 horas. Esse dado eleva para 21.821.124 o número de pessoas infectadas pela doença desde o início da pandemia no país. Ontem (1º), o painel de estatísticas registrava 21.814.693 casos acumulados.

As mortes pelo novo coronavírus ao longo da pandemia superaram 608 mil. Em 24 horas, as autoridades de saúde notificaram 149 novos óbitos, totalizando 608.071. Ontem, o painel de informações marcava 607.922 mortes acumuladas.

O balanço apontou também 197.177 pacientes em acompanhamento e 21.015.876 recuperados da doença.

Condolências

Por meio da rede social Twitter, o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, aproveitou o feriado de Dia de Finados para expressar condolências às vítimas da doença. Ele também agradeceu aos profissionais de saúde que morreram atuando na linha de frente.

Covid-19 nos estados

Os estados com mais mortes são os seguintes: São Paul o (152.081), Rio de Janeiro (68.383), Minas Gerais (55.592), Paraná (40.523) e Rio Grande do Sul (35.512).

As unidades da Federação com menos óbitos são Acre (1.845), Amapá (1.993), Roraima (2.030), Tocantins (3.881) e Sergipe (6.031).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Ducci propõe PL para exigir vacina para entrada no Brasil

O deputado federal Luciano Ducci (PSB) apresentou projeto de lei determinando a exigência de comprovante de vacinação contra a covid-19 para entrar no Brasil. A medida, se aprovada, valerá até a OMS declarar o fim da pandemia em nível global.

Ducci, médico pediatra,diz que o controle por vacinação é mais eficaz para evitar a proliferação de novas variantes “É necessário encontrarmos uma forma de diminuir a transmissão do vírus em território nacional e, por consequência, o contágio das pessoas. Por outro lado, não podemos fechar as fronteiras do Brasil para o mundo, uma vez que a circulação de pessoas e mercadorias é importante para a retomada da atividade econômica”, explica.

Foz também suspende carnaval

Foz do Iguaçu tomar a mesma medida hoje. Antonina, Paranaguá, Salvador, Recife e Olinda o carnaval entre 25 de fevereiro e 2 de março de 2022. No estado de Minas Gerais, 32 cidades já cancelaram a folia, em São Paulo, 77 cidades até agora tomaram a mesma decisão. O prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes (PSD), adiantou também que “se não tiver condições, não vai ter (o carnaval)”.