por 14:26 Sem categoria

Copel vai testar tecnologia que transmite telefone e internet pela rede elétrica

Copel vai testar tecnologia que transmite telefone e internet pela rede elétrica

Testes vão começar no segundo semestre deste ano. Velocidade de conexão será de 100 megabytes. Trezentos usuários serão monitorados durante um ano

Adriano Kotsan – Gazeta do Povo Online

No segundo semestre deste ano a Companhia Paranaense de Energia (Copel) vai iniciar testes usando a rede elétrica para a transmissão de serviços como telefonia, conexão com internet e TV a cabo. Ainda não foi definida a cidade do estado que receberá os equipamentos que permitirão a conexão em banda “extralarga” utilizando a fiação de energia elétrica como caminho. A Copel adotará conexões com capacidade de até 100 megabits por segundo (100 Mbps). Atualmente, a velocidade mais rápida oferecida para residências é 8 Mbps.

O objetivo da companhia de energia é avaliar, em situação normal de uso, o comportamento e o desempenho de equipamentos de última geração na tecnologia PLC – iniciais de powerline communications, ou comunicação por linhas elétricas. Os testes contarão com a participação de 300 usuários de diferentes perfis (residências, estabelecimentos comerciais e de serviços). Durante um ano a Superintendência de Telecomunicações da Copel vai monitorar os testes.

Rede de dados
A tecnologia vai transformar a rede elétrica do domicílio numa rede de dados. Segundo a assessoria de imprensa da Copel, serão instalados equipamentos tanto na rede elétrica da rua quanto nas casas. Para funcionar, a pessoa vai precisar ter um conversor na residência (modem), para interpretar os dados de som e imagem que chegam pela rede elétrica. O aparelho será fornecido gratuitamente pela Copel para ser realizado o teste.

Na rede elétrica na rua será colocado um amplificador, aonde chegarão os dados por meio de fibra ótica. Esses dados serão convertidos para a rede elétrica migrando para a casa do consumidor, que os receberá por meio de um modem individual. De acordo com a assessoria de imprensa, a Copel possui aproximadamente 10 mil quilômetros de fibras óticas no Paraná inteiro.

Investimentos
A companhia sabe que a tecnologia funciona. Os testes serão para saber qual a melhor forma possível de funcionamento. Durante um ano, o desempenho do sistema será monitorado e avaliado permanentemente pela Copel, que investirá R$ 1 milhão na compra dos equipamentos necessários. “Pretendemos abrir licitação para aquisição dos equipamentos até 10 de março”, explicou Orlando César de Oliveira, coordenador do projeto à Agência Estadual de Notícias (AEN).

Os testes também revelarão quais serão as adaptações necessárias na rede elétrica para adequá-la da melhor forma a nova aplicação. Se for comprovado que será necessário mexer muito na rede elétrica já existente, o projeto será descartado.

Tecnologia já testada
Em 1998, a Copel tornou-se a primeira concessionária de energia do Brasil a obter autorização da Anatel para atuar também na área de telecomunicações. No ano de 2001 a empresa testou as conexões por meio da rede elétrica num grupo de 50 domicílios de Curitiba, utilizando equipamentos cedidos mediante convênio de cooperação com uma empresa da Alemanha. Por seis meses, os usuários puderam experimentar acesso à internet por banda larga, telefonia, vigilância, segurança e automação das instalações elétricas internas – tudo pela rede de energia da Copel.

Fechar