por 18:41 Sem categoria

COPEL PÚBLICA MOSTRA EFICIÊNCIA COM NOVO LUCRO RECORDE

Copel pública mostra eficiência com novo lucro recorde
 
(*) Waldyr Pugliesi

A Companhia Paranaense de Energia Elétrica, a Copel, divulgou nesta terça-feira, 18, que registrou um lucro líquido superior a R$ 1,1 bilhão em 2007, próximo ao registrado em 2006 (R$ 1,2 bilhão). Este desempenho, um dos melhores de toda a história da empresa, só foi possível porque ela permaneceu sob gestão pública. O quadro hoje da Copel é muito diferente daquele pintado pelo desgoverno neoliberal do senhor Jaime Lerner, que tentou vendê-la para a iniciativa privada em 2001 sob o argumento de que ela estava falida e não era rentável. Foi necessário um levante popular para impedir a privatização da Copel.

Lembro-me que os deputados das oposições, das quais eu era líder à época, precisaram tomar literalmente a Assembléia Legislativa para debater o projeto de iniciativa popular que tentava impedia a venda da empresa. Nesta ocasião recebi um convite do conceituado diário Folha de Londrina para escrever um artigo defendendo a manutenção da empresa pública. Logo na abertura do texto afirmei com todas as letras que não deveríamos vender a Copel, porque ela era competente, competitiva, altamente lucrativa e estratégica para o Estado do Paraná.

Hoje, menos de sete anos após este episódio, os números divulgados pela Copel mostram que tínhamos razão em derrubar o projeto que buscava sua privatização. Do ponto de vista estratégico, o desempenho financeiro é o melhor indicativo de que a empresa é fundamental, uma vez que ela pode contribuir fundamentalmente para a reestatização da Sanepar, a nossa Companhia Paranaense de Saneamento Básico.

Mas não é só isso, em 2003, quando o governador Roberto Requião reassumiu o Governo do Estado, determinou todos os esforços para buscar o saneamento e a recuperação da Copel, que estava à beira da insolvência por conta da tentativa de sua venda. De lá para cá, o lucro líquido acumulado pela empresa é superior a R$ 3,4 bilhões.

Este desempenho permitiu a implantação de um programa revolucionário para garantir luz gratuita para as famílias de baixa renda. Tal programa foi denominado Luz Fraterna, que já atendeu mais de 280 mil famílias de todo o Estado desde 2003. O governador Requião sempre priorizou as questões sociais e implantou outros programas para viabilizar energia elétrica a outras camadas da sociedade como o Irrigação da Madrugada e mais recentemente para fornecimento de eletricidade barata aos produtores de frango do Estado.

Fundada em outubro de 1954, a Copel é hoje a maior empresa do Paraná e atende mais de 3,4 milhões de consumidores, garantindo energia elétrica para 100% dos domicílios da área urbana e 90% das residências nas regiões urbanas do Estado. A sua própria existência nestes quase 54 anos de fundação revela a sua competência, demonstrada em todo o Brasil e em outros continentes. A energia produzida pela Copel é a mais barata do mundo, é limpa, não poluente e renovável, atestando a necessidade de consolidá-la sob o domínio público.

(*) Waldyr Pugliesi é deputado estadual, presidente do PMDB do Paraná e líder da bancada do PMDB na Assembléia Legislativa

Fechar