por 15:00 Obras e infraestrutura

Conselho Tutelar terá nova sede em Cornélio Procópio

O deputado Luiz Claudio Romanelli (PSB) confirmou nesta quinta-feira, 22, a construção da nova sede do Conselho Tutelar de Cornélio Procópio. No Estado serão 11 novas sedes ao custo de R$ 9 milhões. Além de Cornélio Procópio, serão atendidos também as cidades de Campo Largo, Campo Mourão, Cascavel, Fazenda Rio Grande, Guarapuava, Jaguariaíva, Maringá, Prudentópolis, Rolândia e São Mateus do Sul.

As obras devem ter início ainda no primeiro semestre e a previsão é de que os imóveis sejam entregues aos conselheiros ainda este ano.  “O Conselho Tutelar tem um importante papel na defesa dos direitos da criança e do adolescente e é necessário que os atendimentos sejam feitos com segurança, com uma boa estrutura, tanto para os menores quanto para os conselheiros”, disse Romanelli.

O projeto do novo espaço prevê recepção, banheiros com acessibilidade e fraldário, brinquedoteca, ambiente com computadores e livros, cinco salas de atendimento individual, sala de reuniões, vestiários com chuveiros, cozinha e área de serviço.

Conselheiras — Em média, serão investidos mais de R$ 800 mil para construir a nova sede do Conselho Tutelar de Cornélio Procópio. Segundo a presidente Cláudia Pedrozo, a proposta da nova sede foi incluída no Sipia (Sistema de Informação para infância e adolescência). Atualmente, o Conselho Tutelar funciona em um imóvel localizado na Vila São Pedro. A nova sede será construída na Vila Popular.

Em 2020, o Conselho Tutelar fez 4.634 atendimentos. Destes, 395 foram por meio de denúncias e 109 referentes a maus tratos. Na sede do órgão foram registrados 304 atendimentos.

Além da presidente Claudia Pedrozo, o serviço tem outras quatro conselheiras que realizaram no ano passado 99 plantões noturnos e 1.106 atendimentos domiciliares. As outras quatro conselheiras Iracilda Tozetti Gois Attisano Saggin,  Vera Lúcia de Oliveira Jorge Diniz, Aparecida do Carmo Romano e Isadora Acácia Francisco.

Os recursos para a construção das novas sedes dos conselhos tutelares são do FIA (Fundo da Infância e Adolescência) e foram deliberados pelo Cedca (Conselho Estadual dos Direitos da Criança e do Adolescente). “Vale destacar o compromisso do governador Ratinho Junior com a proteção de crianças e adolescentes em situação de risco, que anunciou ainda outros R$ 62 milhões em recursos aplicados, o maior pacote social da história do FIA”, ressalta.

Fechar