0 Shares 324 Views

Comissão aprova parecer contrário e o PL da Unespar pode ser engavetado

29 de maio de 2013
324 Views

unespar2905a

A Comissão de Educação da Assembleia Legislativa, em sessão extraordinária no início da noite desta terça-feira (28), aprovou por quatro votos a três, o parecer contrário do relator, Pastor Edson Praczyk, ao projeto de lei 144/2013, do Poder Executivo, que prevê a instalação da reitoria da Unespar (Universidade Estadual do Paraná) em Paranavaí, no Noroeste do Estado.

Agora a proposta, dependendo de um acordo de líderes, deverá ir para o Plenário da Casa de Leis. Caso seja mantido o parecer contrário, o projeto de lei será arquivado e a instalação da Unespar, volta para a lei original de 2001, que prevê a reitoria em Jacarezinho, no Norte Pioneiro do Paraná.

A Universidade é resultado da união de oito faculdades estaduais e foi criada em lei sancionada em 2001. A última etapa para instalação da mesma é a definição do local da reitoria. A questão foi levada, em 2011, ao Conselho Universitário (COU) pelo secretário estadual de Ciência e Tecnologia, Alípio Leal.

O COU decidiu, em dois turnos de votação, com uma decisão apertada, que a reitoria deveria ser instalada em Curitiba, contrariando a lei original. Em 2013, após uma consulta entre os municípios onde estão sediadas as faculdades estaduais que serão fundidas para criar a Unespar, o governador Beto Richa encaminhou à Assembleia o projeto 144, definindo que a reitoria seria instalada em Paranavaí.

Apoio municipal
“O prefeito Rogério Lorenzetti propôs ceder o prédio e o custeio da reitoria por dois anos”, informa o deputado Teruo Kato, líder da bancada do PMDB. “O governador Beto Richa aprovou a ideia e, inclusive, assinou em Paranavaí o anteprojeto, prevendo a reitoria na cidade”, reforçou o parlamentar.

Na reunião da Comissão de Educação, Teruo informou aos demais parlamentares que foi procurado por representantes da União Paranaense dos Estudantes (UPE), preocupados com a possibilidade de não instalação da Unespar devido ao impasse. “Os estudantes estão muito preocupados é com a regulamentação da Unespar”, disse.

No interior é melhor
De acordo com Teruo, os argumentos dos defensores da reitoria em Curitiba não se justificam. “Hoje, com tanta tecnologia e a internet, a reitoria em Paranavaí terá uma gestão sem empecilhos”. O deputado lembra que o município saiu vitorioso na primeira votação e que esta foi à primeira vez na história que uma questão foi decidida em dois turnos pelo COU.

“Além do mais, o custo operacional no interior do Estado é bem inferior que na capital e hoje, a melhor universidade do Paraná é a UEM, que está instalada em Maringá”, disse. Outra questão abordada durante a reunião é que o COU é opinativo e só será instalado após a criação da Unespar.

Teruo informou aos demais membros da Comissão que a Unespar, em Paranavaí, vai atender uma população estimada de 350 mil habitantes de 30 municípios. O parecer contrário foi aprovado com voto de minerva do presidente da Comissão de Educação, Adelino Ribeiro.

Foto: Sandro Nascimento/Alep

Mais notícias para você:



Deixe um comentário

Your email address will not be published.