Escrito por 09:05 Brasil, Mundo, Política, Roberto Requião

Coluna Boca Maldita desta terça, 12

Compartilhe

Adeus ao luxo
Esse deve ser o tema do PT no Paraná a partir de agora, aponta o blogueiro Fernando Tupan. A análise tem como base uma foto veiculada no Blog do Rigon, mostrando a inauguração da nova sede do partido, em Maringá. Dominado pelo deputado federal Enio Verri e presidido pelo vereador Carlos Mariucci, o ato conseguiu reunir duas dúzias de militantes, alguns comissionados da dupla de políticos. Verri vai desistir de ficar em Brasília e deve tentar uma cadeira na Assembleia Legislativa do Paraná.

Na Câmara
Outro sinal da decadência petista é o indicativo da senadora Gleisi Hoffmann, presidente nacional do partido, que irá disputar uma vaga na Câmara Federal. A decião dela contraria a orientação do ex-presidente Lula, líder máximo do petismo.

Ídolo do Bolsonaro
Viralizou ontem (11) nas redes sociais o recorte de uma entrevista com o deputado federal Jair Bolsonaro, no tempo em que estava no PPB e em começo de carreira. Nela, Bolsonaro diz que o ex-presidente venezuelano Hugo Chávez é “uma esperança para a América Latina e gostaria muito que esta (aquela) filosofia chegasse ao Brasil. Acho ele ímpar. Pretendo ir à Venezuela e tentar conhecê-lo. Quero passar uma semana por lá e ver se consigo uma audiência”, revelou o deputado, que é pré-candidato a presidência da República.

Castelo Branco
Indagado sobre qual figura histórica Hugo Chávez remetia, Bolsonaro disse que ao primeiro presidente do Brasil no regime militar, o Marechal Castelo Branco. “Acho que ele (Chávez) vai fazer o que os militares fizeram no Brasil em 1964, com muito mais força. Só espero que a oposição não descambe para a guerrilha, como fez aqui”, disse o deputado.

Eleição aberta
A vinda à tona ontem (11), dos números do IRG (Instituto Ricieri Garbelini), acirrou as especulações sobre como anda o humor do eleitor paranaense. O levantamento, de 29 de novembro a 6 de dezembro em 150 cidades, aponta que a eleição está aberta no Estado. Dos 1,5 mil entrevistados, 65,24% não sabem em que vão votar para governador e 24,15% afirmaram que não votam em qualquer candidato na disputa do Palácio do Iguaçu.

Desequilíbrio
Uma eventual candidatura do senador Alvaro Dias (PDM), ele diz que não, seria crucial para definir o sucessor do governador Beto Richa (PSDB). Dias teria, na estimulada, 43,51% dos votos, seguido de Ratinho Junior (PSD) com 20,26% e Requião (PMDB) com 16,68%.

Ratinho Jr
Sem Alvaro, quem aparece na frente é Ratinho Junior com 26,82%, seguido de Osmar Dias (PDT) com 22,37% e Requião com 20,59%.

Alvaro x Bolsonaro
Para presidente, no Paraná, Alvaro Dias e Bolsonaro lideram, segundo o IRG. Na estimulada, Alvaro teria 31,21% dos votos, seguido de Bolsonaro com 21,36%, Lula com 14,83%, Alckmin com 9,31%, Marina Silva com 6,16% e Ciro Gomes com 3,81%.

RR no Senado
A pesquisa do Instituto IRG aponta que, para o Senado, lideram Requião com 25,85% e Richa com 24%. Em seguida, Gustavo Fruet (PDT) tem 19,44%, Rubens Bueno (16,54%), Ney Leprevost (10,45%) e Christiane Yared (PR), com 6,32%.

Close