Arquivos

Categorias

Coluna Boca Maldita desta segunda, 28

Coluna Boca Maldita desta segunda, 28

Quer ser MDB
“Queremos deixar de ser partido e ser um movimento. Ou seja, algo mais forte, algo mais permanente, com uma ação constante. Voltar ser MDB resgata uma tradição, uma história, uma origem, que é muito importante para o povo brasileiro”. A declaração é do presidente nacional do PMDB, Romero Jucá, que participou de evento neste sábado (26), em Porto Alegre (RS). O “MDB” foi o nome usado, de 1966 a 1979, durante o bipartidarismo da ditadura militar, quando o partido fazia oposição à Arena (Aliança Renovadora Nacional). “Se o MDB antigo fez a redemocratização do país, o MDB novo pode fazer a reconstrução social e econômica do país”, disse.

Consulta
“Já lancei aqui a consulta. Nós queremos retomar o que representa toda nossa força política, não apenas um partido político”. A consulta será levada aos diretórios estaduais do partido, informou Jucá.

Emendas
Terminou sexta-feira (25) o prazo para que os deputados estaduais apresentassem emendas ao projeto de lei nº 463/2016, do Poder Executivo, que versa sobre a Lei Orçamentária Anual (LOA) para o ano de 2017. A partir desta semana, o relator na Comissão de Orçamento, Elio Rusch (DEM), começa a análise para elaborar o substitutivo geral à matéria que estima a receita e fixa a despesa do Estado. O Orçamento para 2017 prevê uma receita total em R$ 56,09 bilhões.

R$ 28 bilhões
Este é omontante que será injetado na economia do Paraná, com a folha de pagamento dos servidores em 2017. O crescimento será de R$ 1,77 bilhão ou 10,27% em relação 2016, já que serão pagos R$ 1,4 bilhão em promoções e progressões.

Resgate
O governador Beto Richa (PSDB) anunciou que passou a funcionar no sábado (26) mais um helicóptero do Estado para uso exclusivo da área da saúde. Baseada em Maringá, a aeronave será utilizada em missões de resgate e transporte de pacientes, cobrindo a demanda de toda a macrorregião Noroeste. O novo serviço aeromédico será inaugurado oficialmente em 8 de dezembro.

Enlouqueceu
O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, disse nesta sexta-feira (25), em Curitiba, que o ex-ministro Marcelo Calero (Cultura), agiu como louco ao gravar o presidente Michel Temer (PMDB), que supostamente o pressionou para liberar uma obra imobiliária em Salvador, a pedido também do ex-ministro Geddel Vieira Lima (Secretaria de Governo).

Enlouqueceu II
“Eu tenho certeza que ele está louco. Gravar um presidente da República, isso não tem cabimento”, disse Maia que participou do encontro dos prefeitos eleitos pelo PPS do Paraná. Segundo ele, uma coisa é ele tomar a decisão de não estar confortável e achar que tem um excesso de outro ministro e pedir demissão. “Isso é legitimo. Agora, gravar um presidente, eu continuo achando que ele enlouqueceu”, reforçou.

Adeus ao comandante
A notícia da morte de Fidel Castro, aos 90 anos no início da madrugada de sábado (26), praticamente monopolizou o noticiário nacional e internacional durante todo o final de semana. As reportagens destacaram depoimentos enaltecendo os feitos do homem que liderou a revolução cubana em 1959 e enfrentou o poderio da principal potência econômica do mundo, os Estados Unidos. Também não faltaram depoimentos atacando a figura de Fidel, a quem denominaram de ditador, sanguinário e outros adjetivos.

Samba-enredo
Em seu samba-enredo para o Carnaval de 2017, a escola paulistana Nenê de Vila Matilde homenageará Curitiba, mas não dará vez para a Lava Jato. A jornalista Amanda Geroldo, na Época, destaca que não haverá menção àquela operação que projetou o nome da capital paranaense para todo o país. Em vez de “Japa da Federal”, vivas à Ópera de Arame.

Política, economia, cultura e bom humor no blog do Paraná.