por 12:47 Assunto

Coluna Boca Maldita desta quinta, 24

Mauro mãos de tesoura Um briga de gente grande veio à tona nessa semana. O secretário estadual da Fazenda, Mauro Ricardo Costa, decidiu cortar em R$ 100 milhões o repasse das verbas de dezembro para o Tribunal de Justiça do Paraná. O TJ teria direito a receber R$ 140 milhões da parcela mensal a que tem direito. Mauro Ricardo, porém, cortou a grana.  Bordoada A bordoada de Mauro Ricardo atingiu, além do TJ, o MP, o Tribunal de Contas e a Assembleia Legislativa, órgãos que para o secretário tem sido “ilhas de prosperidade” e “privilegiados”, acusando-os de manter aplicações financeiras desproporcionais com a situação econômica do Paraná. O secretário disse que os outros poderes recebem dinheiro acima do necessário e que precisa do dinheiro para pagar o salário dos servidores estaduais. As reservas em aplicações financeiras do TJ, segundo um relatório, estariam próximas a R$ 1 bilhão.  Paranaenses lá Dois deputados paranaenses estão sendo cotados para suceder o deputado federal Eduardo Cunha (PMDB/RJ) na presidência da Câmara. Além de Osmar Serraglio (PMDB), agora o deputado Sérgio Souza (PMDB) também está na lista dos cogitados para assumir o cargo, caso Cunha seja afastado. O nome dele apareceu nas articulações do PMDB – que estariam sendo comandadas pelo grupo do vice-presidente Michel Temer. As informações são de Ivan Santos no Bem Paraná.  Natal na cadeia Apesar de ter conseguido o indulto de Natal, o doleiro Alberto Youssef, um dos principais personagens da Operação Lava Jato, decidiu que passará o Natal na carceragem, em Curitiba. Youssef teria se sentido injustiçado com as cláusulas do acordo, que determinava que ele deveria permanecer em Curitiba ou Região Metropolitana e fixava horários predeterminados para a visita de familiares.  Natal em casa Já Nestor Cerveró passará as festas de fim de ano em casa ao lado da família, no Rio de Janeiro. O ex-diretor da Petrobrás deixou a carceragem da Polícia Feral na manhã de ontem, embarcando no Aeroporto Afonso Pena direto para a capital fluminense. Diferente da situação de Youssef, Cerveró garantiu o indulto ao lado da família no acordo de colaboração premiada. Ele só volta à carceragem da PF no dia 2 de janeiro.  Gleisi fala Em entrevista à rádio Banda B, de Curitiba, a senadora Gleisi Hoffmann (PT) disse que "sentiu o baque" com o seu envolvimento nos escândalos de desvio de recursos da Petrobras e do Ministério do Planejamento. "É uma situação muito difícil. Já respondi tudo que tinha que responder e não há provas de que este recurso foi colocado na minha campanha. Não conheço este rapaz, o Youssef, e nunca tive relação com o Paulo Roberto (ex-diretor) na Petrobras. Não sei de onde surgiu tudo isso”, disse a senadora.  Turismo sem projetos Em um país com um potencial turístico enorme, é alarmante o dado de que menos da metade dos recursos de fundos constitucionais para projetos de turismo foram efetivamente utilizados em 2015. Historicamente, faltam projetos e sobra dinheiro que poderia melhorar a infraestrutura e serviços. A grande parte desses recursos são destinados principalmente para o Norte, Nordeste e Centro-Oeste.

Mauro mãos de tesoura
Um briga de gente grande veio à tona nessa semana. O secretário estadual da Fazenda, Mauro Ricardo Costa, decidiu cortar em R$ 100 milhões o repasse das verbas de dezembro para o Tribunal de Justiça do Paraná. O TJ teria direito a receber R$ 140 milhões da parcela mensal a que tem direito. Mauro Ricardo, porém, cortou a grana.

Bordoada
A bordoada de Mauro Ricardo atingiu, além do TJ, o MP, o Tribunal de Contas e a Assembleia Legislativa, órgãos que para o secretário tem sido “ilhas de prosperidade” e “privilegiados”, acusando-os de manter aplicações financeiras desproporcionais com a situação econômica do Paraná. O secretário disse que os outros poderes recebem dinheiro acima do necessário e que precisa do dinheiro para pagar o salário dos servidores estaduais. As reservas em aplicações financeiras do TJ, segundo um relatório, estariam próximas a R$ 1 bilhão.

Paranaenses lá
Dois deputados paranaenses estão sendo cotados para suceder o deputado federal Eduardo Cunha (PMDB/RJ) na presidência da Câmara. Além de Osmar Serraglio (PMDB), agora o deputado Sérgio Souza (PMDB) também está na lista dos cogitados para assumir o cargo, caso Cunha seja afastado. O nome dele apareceu nas articulações do PMDB – que estariam sendo comandadas pelo grupo do vice-presidente Michel Temer. As informações são de Ivan Santos no Bem Paraná.

Natal na cadeia
Apesar de ter conseguido o indulto de Natal, o doleiro Alberto Youssef, um dos principais personagens da Operação Lava Jato, decidiu que passará o Natal na carceragem, em Curitiba. Youssef teria se sentido injustiçado com as cláusulas do acordo, que determinava que ele deveria permanecer em Curitiba ou Região Metropolitana e fixava horários predeterminados para a visita de familiares.

Natal em casa
Já Nestor Cerveró passará as festas de fim de ano em casa ao lado da família, no Rio de Janeiro. O ex-diretor da Petrobrás deixou a carceragem da Polícia Feral na manhã de ontem, embarcando no Aeroporto Afonso Pena direto para a capital fluminense. Diferente da situação de Youssef, Cerveró garantiu o indulto ao lado da família no acordo de colaboração premiada. Ele só volta à carceragem da PF no dia 2 de janeiro.

Gleisi fala
Em entrevista à rádio Banda B, de Curitiba, a senadora Gleisi Hoffmann (PT) disse que “sentiu o baque” com o seu envolvimento nos escândalos de desvio de recursos da Petrobras e do Ministério do Planejamento. “É uma situação muito difícil. Já respondi tudo que tinha que responder e não há provas de que este recurso foi colocado na minha campanha. Não conheço este rapaz, o Youssef, e nunca tive relação com o Paulo Roberto (ex-diretor) na Petrobras. Não sei de onde surgiu tudo isso”, disse a senadora.

Turismo sem projetos
Em um país com um potencial turístico enorme, é alarmante o dado de que menos da metade dos recursos de fundos constitucionais para projetos de turismo foram efetivamente utilizados em 2015. Historicamente, faltam projetos e sobra dinheiro que poderia melhorar a infraestrutura e serviços. A grande parte desses recursos são destinados principalmente para o Norte, Nordeste e Centro-Oeste.

Fechar
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com