0 Shares 251 Views

Cida regulariza imóveis de 1.608 famílias e anuncia mais 177 casas para Imbituva

25 de maio de 2018
251 Views
Cida regulariza imóveis de 1.608 famílias e anuncia mais 177 casas para Imbituva

No final da tarde desta quinta-feira (24), a governadora Cida Borghetti assinou a ordem de serviço para o início dos trabalhos de regularização dos imóveis de 1.608 famílias de Imbituva – investimento de R$ 1,1 milhão da Cohapar. “Visitei e conversei com algumas famílias aqui em Imbituva e pude constatar a ansiedade pela titulação definitiva de suas propriedades. Elas esperam por isso há anos. É um momento emocionante confirmar esse tão sonhado documento. A propriedade definitiva dos imóveis dá segurança aos pais e mães de família, pois eles têm a garantia de que deixarão um bem para os filhos, poderão comercializar ou transferir e ainda investir em melhorias, com segurança jurídica”, afirmou Cida.

A dona de casa Roseli dos Anjos é uma das beneficiadas. “Estou muito ansiosa, sonhando em ter o documento em mão”, disse ela. “Moro no loteamento há 19 anos e todo esse tempo foi de espera para conseguir a documentação da casa própria. Estou muito feliz”, afirmou.

Mais 177 casas – Cida também anunciou a construção de moradias para 17 famílias de Imbituva – um investimento de R$ 18 milhões. “Mais uma iniciativa para garantir casa digna e segura a quem precisa. São ações que demonstram que o foco do nosso governo são as pessoas, o bem-estar e a qualidade de vida da população”, afirmou.

O prefeito de Imbituva, Bertoldo Rover, ressaltou a seriedade do programa e a segurança que proporciona às famílias do município. “É uma ação de forte impacto social. Um programa sério, que já iniciou os trabalhos e que vai proporcionar a melhoria na vida dos nossos moradores”, afirmou. Segundo ele, há famílias que esperam há 30 anos para ter em mãos os documentos de suas propriedades.
O presidente da Cohapar informou que nos 50 dias de gestão foram emitidas ordens de serviço para regularização de imóveis de 3 mil famílias. “Temos mais de 30 mil aguardando. Até o fim de 2018, a meta é atender ao todo 70 mil famílias”, explicou Nelson Cordeiro Justus.

Mais notícias para você:



Deixe um comentário

Your email address will not be published.