por 07:03 Sem categoria • Um Comentário

CI aguarda documentação da prefeitura

INVESTIGAÇÃO

CI aguarda documentação da prefeitura

Pedro Hsu, presidente da Comissão, quer concluir investigação em 120 dias

A Comissão de Inquérito, instalada no dia 11 de abril, que investiga supostas irregularidades no procedimento utilizado para a construção do Hospital Municipal de Foz do Iguaçu e do laboratório municipal, bem como para a contratação da empresa que os administra, está aguardando que a prefeitura apresente documentos para seguir com as investigações.

A comissão é uma das cinco que corre na Câmara Municipal de Foz do Iguaçu. O vereador Pedro Hsu, que é o presidente desta CI, afirma que “após receber todos os documentos requisitados referente à obra e a administração do Hospital Municipal e do laboratório, iremos começar a chamar todas as pessoas envolvidas neste processo, para depoimentos”, destacou.

Motivo
Uma das indagações que motivou o vereador a solicitar a abertura da Comissão de Inquérito foi a construção do hospital sem licitação, já que a administração pública alegava que estava realizando a obra e a abertura de seu atendimento em caráter de emergência. “Sabemos que em um contrato emergencial, quem solicitou deve garantir preço e tempo diferentemente do que um contrato normal, com licitação. Sabemos que o preço ultrapassou, e que o tempo também, pois no contrato emergencial a obra deve ficar pronta em 180 dias. Agora, todos estão cientes que a obra ainda não está concluída”, diz Pedro Hsu, que afirma que a CI tem 120 dias de trabalho, com o mesmo tempo de prorrogação, caso seja necessário. “Esperamos que a prefeitura envie todos os documentos solicitados logo, para podermos concluir as investigações em 120 dias”, conclui.

Hospital
O hospital fica localizado ao lado do CEM (Centro de Especialidades Médicas), na Avenida Paraná, e tem 9.256 metros quadrados de área construída. A unidade terá 110 leitos. A unidade conta ainda leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI). Além da atendimento clínico, médico, pediátrico e o Pronto Atendimento. A assinatura do convênio entre Estado e Município ocorreu dezembro de 2005, com a presença do prefeito Paulo Mac Donald e o diretor do Sistema de Saúde do Paraná, Gilberto Martim. Do Governo Estadual, são previstos R$ 3 milhões, de acordo com o convênio.

(Stela Marta – www.ji.inf.br)

Fechar