Escrito por 20:53 Cotidiano, Foz do Iguaçu, Política

Chico Noroeste retoma a luta pelo curso de Medicina em Foz do Iguaçu

foto medicina

O vereador Chico Noroeste (PSC) retomou a luta pelo curso de Medicina em Foz do Iguaçu. Ele está propondo na Câmara a criação de uma Comissão Especial para acompanhar e agilizar a implantação do curso. Segundo Noroeste, em mais de cinco anos de trabalho, a cidade já conquistou tudo que precisa para implantação do curso, bastando agora o governador Beto Richa (PSDB), autorizar.

Noroeste destaca que a comissão será uma força importantíssima dessa fase da luta. “A Câmara pode ajudar muito para acompanhar e agilizar a implantação do curso, seja através da Unioeste ou pela Unila, conforme anunciado na imprensa pela reitoria. Na Unila seria para 2016, porém se o governador quiser, pode o Estado, numa parceria, assumir a folha de pagamento e o curso começa no ano que vem”. Uma das primeiras ações da comissão deverá ser chamar o reitor da Unila para dialogar sobre o assunto e buscar acelerar o processo.

Segundo o vereador, Beto Richa também pode autorizar de imediato o curso na Unioeste. “Através da nossa luta e parcerias, conseguimos aprovação junto à reitoria e autorização do Conselho Universitário. Depois conseguimos aprovação do projeto na Assembléia e no Governo do Estado. Faltava a estrutura. Então obtivemos apoio da Itaipu, através do Jorge Samek cedendo instalações no PTI e o Hospital Costa Cavalcante como hospital universitário”.

Ainda no ano passado, o Município incluiu no orçamento R$ 1 milhão para os laboratórios. Com isso, explica Chico Noroeste, “Foz já tem tudo. É só o governador autorizar como fez para Francisco Beltrão”.

O vereador lembra que ele começou a luta na Assembléia Legislativa em 2009 quando enviou a primeira carta ao reitor da Unioeste, Alcibíades Luiz Orlando, obtendo todo o apoio necessário para a continuidade dos trabalhos. Foi montado o projeto técnico e um longo caminho foi percorrido até chegar à aprovação no Conselho Universitário, em novembro de 2010 e no Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão da Unioeste, no mês seguinte.

No dia 2 de dezembro de 2010 foi assinado o termo de cooperação entre o Governo do Estado, através da Secretaria de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior com a Itaipu, Fundação de Saúde Itaiguapy, Prefeitura Municipal e Unioeste possibilitando que o Hospital Costa Cavalcante seja o hospital universitário do curso de Medicina (foto).

De acordo com Noroeste, “tudo foi providenciado para que o curso começasse em 2011. O Governo do Estado aprovou, porém, na hora da autorização do governador para Foz, Francisco Beltrão entrou com a proposição pedindo que fosse aprovado para eles também, e Foz não se opôs. Agora é a hora de atender Foz para que a médio e longo prazo tenhamos resolvido o problema da falta de médicos na cidade. Isso também trará grande oportunidade para que os nossos jovens se formem em Medicina, sem precisar sair da cidade”, afirmou.

(Visited 7 times, 1 visits today)
Close