por 09:58 Sem categoria

Chico Noroeste repudia aumento abusivo do IPTU

REAÇÃO

Chico Noroeste repudia aumento abusivo do IPTU

Deputado informou que a prefeitura manteve as isenções para uma determinada faixa, mas muitos também perderam o benefício

O deputado Chico Noroeste repudiou o aumento abusivo do IPTU exercício de 2007. A assessoria do parlamentar vem acompanhando a entrega dos carnês no Oeste Paraná Clube onde constatou que a revolta da população é generalizada. O deputado classificou a atitude do prefeito Paulo Mac Donald como “lamentável” e “um pecado contra a população de baixa renda”. Segundo ele, em muitos casos os aumentos passam dos 300% conforme já havia alertado.

Chico Noroeste acusa o prefeito de não cumprir um compromisso assumido durante a campanha perante a sociedade. “Fomos à televisão, falamos nos programas eleitorais e nos jornais e rádios que se o candidato tivesse êxito o projeto original que idealizei de isenção e redução do IPTU seria restabelecido na íntegra. Tivemos avanços em 2005 e 2006, mas neste ano o prefeito acabou com as reduções do valor venal previstas na nossa proposta e por isso o contribuinte está pagando um valor absurdo”.

Na opinião do deputado a população não merecia isso. “O prefeito que me desculpe. Não quero abrir guerra com ele, mas não posso ficar calado. Faltou sensibilidade, bom senso. Faltou pensar mais na população porque ao acabar com as reduções, as camadas mais baixas dos imóveis tributados tiveram um aumento maior. Os ricos tiveram aumentou menor e é isso que me deixa mais triste ainda”, reclamou o deputado.

Noroeste informou que a prefeitura manteve as isenções para uma determinada faixa, mas muitos também perderam o benefício. “O projeto elaborado ainda quando eu era vereador tinha as reduções no valor venal no sistema de pirâmide, ou seja, para os imóveis de menor valor havia uma redução maior e para os de alto padrão a redução era ínfima. Com essa nova lei, agora em vigor, inverteu-se a pirâmide e as famílias de menor renda estão pagando mais”, avaliou.

Ele acrescenta que apesar da insistência em várias reuniões, o prefeito resolveu ignorar a “Lei Chico Noroeste” e o aumento aconteceu de forma absurda. O deputado afirmou que não vai abandonar a luta. “A questão do IPTU é a única divergência nossa com o prefeito e só vai acabar se ele cumprir o compromisso assumido conosco e com a população de restabelecer na íntegra a lei de isenção e redução do IPTU”, avisou o deputado. Chico Noroeste finaliza afirmando que a diminuição do imposto foi uma das condições para que ele apoiasse Mac Donald na época da campanha de prefeito.

Depoimentos da população

Alguns depoimentos colhidos pela assessoria do deputado Chico Noroeste junto aos contribuintes que estão retirando os carnês comprovam a revolta da população com o aumento do IPTU. As reclamações são de moradores de diversos bairros. Marli Roseli Paulin, da rua Humberto José Salet, 861, no Jardim Madre Tereza pagou R$ 97,00 no ano passado e agora o valor é de R$ 270,00 – 178% de aumento. Ela trabalha no Paraguai e ficou revoltada. “É um absurdo porque a gente trabalha no Paraguai e todo mundo sabe da situação lá. Não tem mais serviço. Tenho três filhos, sou separada e não tenho como pagar”.

Carlota Gonçalves, moradora do Ouro Verde, pagava R$ 35,00 e neste ano o IPTU aumentou para R$ 270,00 – elevação de 671%. “Isso é horrível. Onde é que se viu uma coisa dessas? Ganho salário mínimo, meu filho está desempregado e ainda sustento um neto. Como vou fazer? Se pagar isso aí eu vou comer o quê?”, questiona. Apesar de ser aposentada, a residência não está em nome de Carlota e por isso não ela não teve isenção.

Francisco Moreira Oliveira, morador da rua Urbano Caldeira, 403, no Morumbi II terá que pagar neste ano R$ 262,00 de IPTU. No ano passado ele pagou R$ 125,00 – o aumento foi de 52%. “É um descontrole do prefeito. Acho que ele está tirando de uns para cobrar de outros. Não tenho condições de pagar porque tenho contas de luz, de água, telefone e comida”, protestou.

Na mesma região, Silvana Pereira, residente na rua Cláudio Coutinho, 792, no Morumbi III, também se queixa do aumento de 194% no IPTU. “Veio mais do que o dobro do ano passado, triplicou. Era R$ 39,00 e neste ano foi para R$ 115,00. A casa é pequena, tem 70 metros quadrados. Não tem lógica uma coisa dessas”.

Para João Pinheiro, do Jardim Belvedere, o valor do IPTU da residência dele neste ano “é um assalto”. Ele pagava R$ 60,70 e o imposto subiu para R$ 193,76. O aumento é de 219%. “Poderia pagar até R$ 100,00 mas o que estão cobrando no carnê é abusivo”.

Maria Aparecida Chaves, do Jardim São Paulo, se diz vítima e uma in justiça. “No ano passado eu fui isenta e agora veio R$ 228,00. Estou desempregada. Como vou pagar isso tudo? “É um absurdo”, reclamou.

Fechar
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com