por 14:10 Assunto

Chico Brasileiro e lideranças destacam funcionamento da primeira loja franca de Foz do Iguaçu

O prefeito Chico Brasileiro (PSD) destacou nesta quinta-feira, 5, a autorização da Receita Federal para o funcionamento da primeira loja franca de Foz do Iguaçu. “Saímos na frente. Foz do Iguaçu se torna referência nesse novo modelo de negócio no país. As lojas francas serão mais uma atração para os turistas que conhecem nosso destino e, claro, movimentarão ainda mais a economia da região trinacional”, afirma.
 
O ato de autorização foi assinado por Luiz Bernardi, superintendente da Receita Federal da 9ª Região Fiscal, que abrange Paraná e Santa Catarina, e publicado no Diário Oficial da União na quarta-feira, 4.

A Sky Duty Free torna-se, assim, a primeira loja franca da cidade e terá cota de compras mensal de US$ 300, para brasileiros em viagens a cidades gêmeas de fronteira, incluindo a população local. A previsão é que abra as portas ainda neste mês.

Incentivo

“ A abertura das chamadas free shops mostra que o governo Bolsonaro tem interesse em ampliar o turismo nas cidades de fronteira. No caso de Foz do Iguaçu, onde Itaipu está investindo em obras estruturantes, como a Ponte da Integração e a nova pista do aeroporto, a abertura de free shops será um incentivo a mais para visitantes do Brasil e dos países vizinhos. Precisamos dinamizar a economia e o turismo, que em Foz são quase sinônimos”, afirmou o diretor-geral brasileiro de Itaipu, General Joaquim  Silva e Luna.

Somando-se à cota de compras de quem atravessa a fronteira terrestre, que é de US$500 dólares a partir de janeiro, um turista brasileiro, em viagem a Foz do Iguaçu, poderá levar até US$ 800 dólares em compras, uma vez por mês.

“Lojas francas em território brasileiro e aumento da cota de compras no exterior abrem uma nova perspectiva de desenvolvimento, tanto para o comércio como para o turismo de Foz do Iguaçu e região trinacional”, afirma o secretário de Turismo, Indústria, Comércio e Projetos Estratégicos, Gilmar Piolla.

Compras

Moradores de Foz do Iguaçu também poderão fazer compras nas lojas francas de Foz do Iguaçu e também no comércio de Ciudad del Este e Puerto Iguazú.

Outra loja que aguarda autorização de funcionamento da Receita Federal em Foz é a Duty Free Américas.

As lojas francas possuem permissão para comercializar no Brasil bebidas alcoólicas, perfumes, relógios, óculos de sol, artigos de viagem, tabaco, acessórios em geral e até eletrodomésticos. Até o momento só haviam duas lojas francas em operação no país, localizadas na fronteira do Rio Grande do Sul.

Economia forte
“Oportunidade a mais para que turistas e moradores da cidade e da região possam ter acesso a produtos nacionais e importados, estimulando a economia e o desenvolvimento de nosso destino. A autorização para que a loja franca passe a operar é mais uma grande notícia para Foz do Iguaçu, que está vivendo um momento em que a cada dia temos uma surpresa boa”, avaliou Carlos Silva, presidente do Comtur.

Destino completo
“Com os free shops em funcionamento e, talvez em um futuro próximo, com a liberação dos cassinos, caminhamos para que Foz do Iguaçu seja o destino turístico mais completo de atrativos da América do Sul”, acredita Enio Eidt, presidente do Fundo Iguaçu.

Novos investimentos
” A Acifi entende que a vinda das lojas francas vai gerar muito emprego e renda em nossa região, além de atrair empresários para novos investimentos na cidade”, declarou o presidente da Acifi, Faisal Mahmoud Ismail.

Fechar