Escrito por 19:39 Foz do Iguaçu

Centro especializado em reabilitação completa dois anos

O Centro Especializado em Reabilitação Doutor José Carlos Azeredo completa dois anos de atividades. Localizado na Avenida Andradina, no Jardim Ipê III, o centro é considerado referência no atendimento aos cuidados de pessoas com deficiência no Estado.

Ao longo de dois anos, mais de 115 mil procedimentos foram realizados, entre atendimentos, consultas e exames. O centro realiza habilitação, diagnóstico e reabilitação individual e/ou em grupo nas deficiências visual, intelectual, física e auditiva.

Em julho de 2019, a servidora Sheila Paião assumiu a coordenação do CER IV. “Nesse mesmo período foram chamados mais servidores e credenciados novos profissionais para compor a equipe, e isso gerou mais agilidade e organização, permitindo maior fluidez em todos os processos”, disse.

Sheila citou ainda o uso do transporte próprio (van) para a pacientes cadeirantes e de alta complexidade, a retomada da dispensação de órteses, próteses e meios auxiliares de locomoção a ampliação do serviço de ostomia e a habilitação do serviço de ultrassonografia, como resultado dos avanços.

Mesmo com a chegada da pandemia foram mantidos os serviços essenciais do setor de ostomia e disponibilizados atendimentos domiciliares para pacientes críticos na área de disfagia e fisioterapia.

“Estamos sempre em busca da melhor organização da rede no atendimento da pessoa com deficiência”, disse Jaqueline Tonini, diretora da Assistência Especializada. Dentro desse contexto, muitos encontros entre técnicos, profissionais e gestores da atenção básica e assistência especializada tem acontecido visando a melhor integração do paciente a rede SUS.

Usuários
Guilherme Antônio da Silva, 50 anos, nasceu com baixa visão, e há dois frequenta o CER IV. Independente nas atividades diárias e na locomoção, ele integra um grupo de atividades. “Além da gente exercitar, conhece também mais pessoas, aprende a socializar, e isso de alguma forma encoraja a gente”.

Com necessidade motora e dificuldade na fala, Giovana, 10 anos conta com a ajuda da mãe Gisele Feitosa da Cruz para chegar ao centro onde integra a terapia ocupacional, fisioterapia e fonoaudiologia. “Esse serviço é muito importante para qualquer criança, qualquer adulto que tenha necessidade, é excelente ter esse acesso”. Giovana também precisou de órteses, que ajudam no posicionamento de pés e mãos, e recebeu o equipamento por meio do CER IV, em abril deste ano.

(Visited 12 times, 1 visits today)
Close