por 12:50 Cascavel, Leonaldo Paranhos, Saúde

Cascavel amplia investimento em saúde no primeiro quadrimestre de 2019

 

A administração municipal começou o ano de 2019 com 27,54% de cobertura em saúde com recursos próprios do Município, como ficou demonstrado na prestação de contas realizada na tarde de hoje (17) pelo secretário de Saúde, Thiago Stefanello, e pela diretora do Departamento de Gestão e Finanças, Sheila Vargas, durante Audiência Pública  para detalhamento do balanço financeiro do primeiro quadrimestre deste ano, em cumprimento à Lei Complementar 141/2012. O volume aplicado é quase o dobro do mínimo estabelecido pela Constituição Federal, de 15%, demonstrando que a Pasta continua entre as prioridades da gestão.

Do total de receitas para o quadrimestre (incluindo repasses federais e estaduais) R$ 228.483.898,98, a Saúde recebeu um repasse de R$ 62.927.873,78 em recursos livres (27,54%). Mas o que mais chamou atenção na audiência, foi o volume de atendimentos. “São números positivos, que ajudam a pautar o planejamento da Pasta e que demonstram ampliação da Atenção Básica”, comentou o secretário, chamando atenção para o preocupante aumento no atendimento nas UPAs (Unidades de Pronto Atendimento), que segundo ele, não reduz por vários fatores.

“Tivemos quase 99 mil consultas nas UPAs em quatro meses. Uma ampliação de 68,4% em relação ao primeiro quadrimestre de 2018, isso também por conta de um ano atípico, com alto índice de casos de dengue e suspeitas de H1N1 no período, mas porque também houve migração dos planos de saúde para a rede pública, aumento no número de desempregados, maior facilidade de acesso à consultas para a população, estamos tendo uma saúde mais resolutiva com ampliação do acesso e exames e aumento de pessoas de cidades vizinhas”, explicou Stefanello.

Por outro lado, Stefanello lembrou que Cascavel é referência para o Paraná em Atenção Básica, com ampliação no número de consultas em 9,6% em relação a igual período do ano passado, chegando a 132.905 nas unidades básicas de saúde e ampliação de 67,22% na oferta de consultas médicas na Atenção Básica se comparado ao atendimento de 2018 com o ano de 2016. Paralelamente, o número de visitas domiciliares subiu 106,9% em relação ao primeiro  quadrimestre de 2018 devido à ampliação da cobertura da Estratégia Saúde da Família e à criação do PAR, passando de 31.630 visitas em 2017 para 94.348 este ano. De 2017 para 2019, houve uma ampliação de 77,7% no número de equipes de ESF, passando de 27 para 48 equipes.

A prestação de contas também aponta um total de 22.838 atendimentos e outros 90.689 procedimentos em Odontologia pela rede municipal.

Com medicamentos, o Município investiu nos primeiros quatro meses deste ano R$ 1.234.240,01 somente em 79.630 prescrições atendidas nas Farmácias Básicas, além das 7.931 prescrições com dietas em e medicamentos especiais (mais R$ 913.241,35) e medicamentos nas unidades de saúde.

“Isso mostra que Cascavel vem evoluindo, fazendo muito mais do que deveria para garantir qualidade em saúde para a população. Nosso desafio ainda é reforçar escalas de atendimento e terminar obras de reforma e construção”, avaliou o secretário.

Fechar