por 12:03 Sem categoria

CARTAS DE FOZ: JORNALISTA CRITICA O CARNAVAL

Para quem não teve acesso ao vídeo da jornalista Rachel Sheherazade do telejornal Tambaú Notícias no estado do Paraíba, perdeu uma apresentação insultada, sem algum argumento e irresponsável na área jornalística.

Clique AQUI para assistir o vídeo

Rachel abriu seu telejornal com uma chamada longa, criticando a Cultura Carnavalesca.  O vídeo foi bem repercutido nos sites online, valorizado por algumas pessoas, mas também, muito criticado por outras.

Até então não tinha conhecimento do fato. Em frente a minha faculdade um companheiro de classe comentou sobre o assunto, afirmando e concordando com o que Rachel disse sobre o carnaval.

De longe, não pude me conter, e logo adentrei e formei um debate. Ouvindo as sujeiras que foram ditas por Shererazade, discordei de meu colega e defendi a cultura.

Se a mesma teve seu espaço para criticar, e outros que defendem também possuem seus espaços. Então aproveitarei esse meu sítio para argumentar.

Trecho de artigo de Yan Ygor Kramer de Jesus (Yan Califa). Leia a íntegra AQUI

Siga o blog no twitter e no Facebook

por 11:54 Sem categoria

CARTAS DE FOZ: JORNALISTA CRITICA O CARNAVAL

CARTAS DE FOZ: JORNALISTA CRITICA O CARNAVAL

Para quem não teve acesso ao vídeo da jornalista Rachel Sheherazade do telejornal Tambaú Notícias no estado do Paraíba, perdeu uma apresentação insultada, sem algum argumento e irresponsável na área jornalística.

Clique AQUI para assistir o vídeo

Rachel abriu seu telejornal com uma chamada longa, criticando a Cultura Carnavalesca.  O vídeo foi bem repercutido nos sites online, valorizado por algumas pessoas, mas também, muito criticado por outras.

Até então não tinha conhecimento do fato. Em frente a minha faculdade um companheiro de classe comentou sobre o assunto, afirmando e concordando com o que Rachel disse sobre o carnaval.

De longe, não pude me conter, e logo adentrei e formei um debate. Ouvindo as sujeiras que foram ditas por Shererazade, discordei de meu colega e defendi a cultura.

Se a mesma teve seu espaço para criticar, e outros que defendem também possuem seus espaços. Então aproveitarei esse meu sítio para argumentar.

Em alguns meios de comunicação em que foi divulgado o vídeo, já me atentei e articulei minha opinião. No twitter tive uma melhor aproximação com um co-réu
da jornalista e pouco com a própria. Ambos sem argumentos fugiram do debate.

Debate no qual tenho apetite de controverter com quem defende as criticas da Rachel.
Criticas defecada pela jornalística. Onde da inicio dizendo saber as mentiras do carnaval.

Para quem assistir ao vídeo, deixarei minhas observações. Primeiro: Ela diz que o carnaval não é uma cultura brasileira. E eu digo: E dai?  Lembre-se, uma rica cultura, festiva de alegria, somente o Brasil valoriza como deveria. E qual a importância de sua raiz?

Segundo: O carnaval não é uma festa Popular. E abrindo parentes cita camarotes Vips, abadas caros.

Comentários feitos para indignar qualquer um de tanta besteira que a jornalista diz.

Carnaval não tem classe, não tem cor, não tem preconceito. Carnaval é festa. Ao que diga às pessoas que trabalham por menos de 30 reais segurando cordas. Mas felizes por estar sambando.

E até mesmo quem não tem dinheiro para comprar suas roupas, cria a própria. Tudo vale, para não ficar de fora da festança.

E ela cita também os famosos que fazem a festa do povo, dizendo que não sobem de graça, por amor. Sobem por dinheiro.

E eu pergunto, será que ela trabalharia sem receber? Se sim, então estará afirmando para mim sua burrice.

Poderia passar dia e noite escrevendo sobre essa mulher que não acho certo nomear de Jornalista.  Mas, para finalizar minha revolta, quero deixar bem claro aqui.

Em sua matéria infeliz, a jornalista diz ‘ Não é que odeio o carnaval, já participei, já me divertir, mas hoje não faço mais isso.’

 É como um criminoso sem receio. Já matei, já estuprei. Mas hoje não faço mais isso.
E o principal de tudo, é que hoje ela é evangélica. Isso explica tudo não é?

Para mim, Rachel passou o carnaval bebendo, se entorpecendo. Ficou muito louca, se arrependeu e resolver defecar em seu programa de TV.

Imperdoável o ato da mulher. Temos que se movimentar e articular para defender a cultura.

Yan Ygor Kramer de Jesus (Yan Califa) é editor do blog www.yancalifa.blogfatal.com, músico e estudante de Jornalismo em Foz do Iguaçu e escreve todas as semanas para o Boca Maldita.

Fechar
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com