0 Shares 397 Views

Michele Caputo aponta avanço do serviço aeromédico em Maringá

15 de dezembro de 2017
397 Views
Michele - Caputo

Nesta sexta-feira, 15, em Maringá, o secretário estadual de Saúde, Michele Caputo Neto, destacou nesta sexta-feira, 15, os avanços do serviço na cidade que atende o noroeste do Paraná. Em um ano foram 572 voos, 206 de resgate de pessoas acidentadas em rodovias e 366 em remoções inter-hospitais

Em todo o Paraná, o serviço aeromédico já fez 8.844 atendimentos, desde sua criação, em 2011. Só neste ano foram 2.106 atendimentos. “O desempenho deste ano é suficiente para cobrir todo o período de oito anos do governo anterior com transporte aeromédico. Isso mostra que a nossa prioridade é colocar à disposição da saúde das pessoas tudo o que for possível do ponto de vista tecnológico e de estrutura”, disse Caputo Neto.

Michele Caputo lembrou que o transporte aéreo faz parte de uma estrutura que envolve, também, o Samu (agora implantado em todas as regiões do Estado), a ampliação em mais de 70% no número de UTIs. “Quando se estrutura tudo isso, o resultado é uma diminuição nas mortes por acidentes em 20%, diminuição em 10% nas mortes por AVC. Além disso tem o aumento de 300% no número de os transplantes”, disse ele.

Bases – Criado pelo governador Beto Richa, o serviço de transporte aeromédico conta com aeronaves exclusivas para ações de saúde, como missões de resgate e transporte de pacientes e de órgãos para transplante. O serviço é oferecido em parceria com o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). O Paraná conta atualmente com bases em Curitiba, Londrina (Norte), Cascavel (Oeste) e a de Maringá. O serviço foi criado em 2011 e a primeira base do interior (em Cascavel) foi instalada em 2013.

Caputo Neto e a governadora Cida Borghetti entregaram também uma incubadora neonatal que será utilizada em atendimentos de crianças transportadas pela aeronave do serviço aeromédico. O equipamento, de última geração, foi doado pela concessionária Viapar. Agora a aeronave passa a contar com duas incubadoras. O helicóptero que atende a região já dispõe de um equipamento deste tipo desde o inicio do funcionamento do serviço.

Mais notícias para você:



Deixe um comentário

Your email address will not be published.