Escrito por 11:49 Sem categoria

Câmara de Curitiba não é transparente, revela pesquisa

Compartilhe

Câmara de Curitiba não é transparente, revela pesquisa

Caroline Olinda

Os curitibanos agora têm uma ferramenta importante para conhecer mais de perto os 38 vereadores da cidade. A organização não-governamental Transparência Brasil incluiu ontem a Câmara de Municipal de Curitiba no projeto Excelências – uma compilação de informações sobre membros das diversas esferas do legislativo brasileiro, as quais hoje estão disponíveis na internet, mas de forma dispersa. A iniciativa da ONG de divulgar informações dos vereadores curitibanos, no entanto, esbarrou na falta de transparência da Câmara de Curitiba.

A Casa não divulga quanto é gasto com a verba de material de escritório repassada mensalmente aos gabinetes, nem o uso que cada um dos vereadores faz dos carros alugados para cada um deles (pagos com dinheiro público). Também são omitidas as viagens feitas pelos vereadores e a assiduidade de cada um dos parlamentares no plenário e nas comissões. O coordenador de projetos da ONG, Fabiano Angélico, critica a falta de transparência da Câmara de Vereadores da cidade e lamenta que a situação seja assim em todo o país. “Infelizmente, isso é um padrão nos municípios e Curitiba segue a mesma regra”, afirma ele.

Problema técnico – O presidente da Câmara Municipal, João Cláudio Derosso (PSDB), afirma que a falta de informações na página da internet da Casa é apenas um problema técnico. “Estamos trabalhando para logo mostrar tudo o que é feito com o orçamento da Câmara. Mas não é possível fazer essa mudança de forma abrupta. Mesmo que a gente queira, acaba esbarrando nas limitações do sistema”, afirma Derosso. Ele garante que ainda em 2008 todas as informações dos gastos da Casa estarão disponíveis na internet. “Eu pedi ao setor técnico, no fim de 2007, que colocasse no orçamento deste ano um pedido de recursos para a ampliação do sistema de informática e, com certeza, podemos esperar algo para 2008”, conta o parlamentar, que se diz favorável à absoluta transparência ao uso dos recursos públicos.

Além dos parlamentares de Curitiba, o projeto Excelências também traz informações de vereadores de outras quatro cidades: São Paulo, Rio de Janeiro, Salvador e Belo Horizonte. A expectativa dos organizadores do projeto é de que, em dois meses, todas as capitais do país estejam dentro do programa. No ar desde 2006, o site informa, entre outras coisas, quais parlamentares respondem a processos na Justiça, qual o perfil do financiamento eleitoral que o parlamentar recebeu em outras eleições, o histórico de filiações partidárias e quais os cargos relevantes que ele já ocupou.

Serviço: O estudo pode ser acessado em www.excelencias.org.br.

CONTABILIDADE

R$ 76 milhões é a previsão orçamentária para a Câmara de Curitiba em 2008.

R$ 42,28 serão desembolsados por cada contribuinte da capital neste ano para manter a Câmara Municipal.

R$ 7.200 é o salário pago hoje a cada um dos vereadores de Curitiba.

11% dos vereadores curitibanos têm pendências judiciais ou já foram punidos pelo Tribunal de Contas.

Close