Written by 12:00 Paraná

Cai em 33% número de homicídios no Litoral

O número de homicídios caiu 33% no Litoral do Paraná nesta temporada de verão, em relação ao mesmo período do ano anterior, segundo disse nesta sexta-feira o secretário de Estado da Segurança Pública, Romulo Marinho Soares. Ele também é coordenador-geral da Operação Verão Maior. Informações Bem Paraná.

Os números constam em um balanço de 30 dias (de 21 de dezembro de 2019 a 20 de janeiro de 2020) da Operação. “A população está bem satisfeita com nossa atuação. Os índices de criminalidade, afogamentos, e roubos baixaram bastante, e isso é resultado do planejamento e do trabalho integrado”, disse.

Pela Polícia Civil, por conta do reforço de diligências e de ações integradas, comparando os primeiros 30 dias desta temporada com a anterior, os roubos caíram 43,75% (de 64 reduziu para 36), os furtos tiveram uma queda de 9,22% (412 foi para 374) nas cidades de Matinhos, Guaratuba e Pontal do Paraná.

Os homicídios reduziram de três para dois casos, e nas duas situações os autores dos crimes acabaram presos. Os casos de lesão corporal também tiveram queda de 19,59% (de 97 caiu para 78). Operações também foram desencadeadas com os grupos especiais (COPE e o Grupo Tigre), com o suporte aéreo do Grupamento de Operações Aéreas da Polícia Civil (GOA).

A Polícia Militar intensificou as ações ostensivas e fez operações nos acessos dos municípios do Litoral para impedir a entrada de drogas e armas.

A média diária de encaminhamentos, prisões e lavraturas de Termos Circunstanciados nas Subáreas de Matinhos, Pontal do Paraná e Guaratuba foi de 17, totalizando 524 encaminhamentos. As abordagens e fiscalizações das equipes policiais permitiram a apreensão de 24 armas de fogo, material que poderia ser utilizado em dezenas de crimes.

Nas praias, os guarda-vidas do Corpo de Bombeiros fizeram 423 salvamentos no mar (incidentes em meio líquido), e salvaram 599 pessoas. Graças ao trabalho preventivo, os números são menores se comparados com o mesmo período do ano passado, quando foram 498 salvamentos e 667 pessoas salvas. O maior destaque é a redução das mortes por afogamento, que chegaram a 80% a menos (de cinco reduziu para um), o menor índice dos últimos 4 anos. Os acidentes com água-viva e caravelas mais que duplicaram no período (de 990 saltou para 3.493).

 “Reduzimos esse ano o número de salvamentos em menos 15% em comparação a 2019. É uma redução bem significativa. Aumentamos o número de orientações, isso significa que  estamos muito mais pró-ativos e orientativos”, disse o comandante do 8° Grupamento de Bombeiros (8°GB), major Jonas Emmanuel Benghi Pinto.

Pela Polícia Científica, houve 418 exames periciais, sendo 218 em Matinhos e 200 em Paranaguá. “A Polícia Científica faz, além do trabalho pericial, ação integrada com outras forças de segurança para prestar o melhor serviço à população”, destacou o perito criminal Michel Rodrigues.

(Visited 6 times, 1 visits today)

Close