por 12:17 Brasil, Destaques, Itaipu Binacional

Brasil espera produzir 400 mil toneladas de peixes no Lago de Itaipu

Secretário da Aquicultura Pesca trabalha para convencer o Paraguai a explorar o potencial de produção de peixes no Lago de Itaipu 

O Brasil espera convencer o Paraguai sobre o potencial de produção de peixes no Lago da usina de Itaipu, que segundo o secretário nacional de Aquicultura e Pesca, Jorge Seif Junior, pode chegar a 400 mil toneladas anuais – 200 mil para cada país. “Já falamos com todos os órgãos, vamos esperar a pandemia e tentar convencer o Paraguai, que é praticamente zerado em pescado”, disse Seif na live com o presidente Jair Bolsonaro nesta ultima quinta-feira, 11, no Palácio do Planalto, em Brasília.

“Presidente, todos os movimentos dentro do Brasil já fizemos, com o Ministério do Meio Ambiente, com o Ministério de Relações Exteriores, com a Itaipu lado brasileiro. Como existe uma vedação nas leis paraguaias, estamos esperando, aguardando acalmar a pandemia”, completou Seif Junior, referindo-se a voltar a tratar o tema com certa urgência.

O secretário de Pesca informou ainda que vai ao Paraguai, não disse a data, junto com a ministra Tereza Cristina (Agricultura), e com o ministro Ernesto Araújo (Relações Exteriores), “fazer esse convencimento”. “Hoje, o Paraguai praticamente é zerado em produção de pescados e vai poder produzir 200 mil toneladas, porque serão 400 mil toneladas, 200 mil para cada lado, ou seja, além de produzir energia maravilhosa em Itaipu, podemos produzir alimento para toda nossa América do Sul”, disse.
.
E comlpetou. “O Paraguai poderá comer peixe três vezes por semana, com toda a certeza”.

Potencial – Seif Junior, defensor do cultivo de peixes em lagos, recordou que atualmente o Brasil todo produz apenas 350 mil toneladas de pescado/ano. “Seria um salto gigantesco para aproveitar o potencial hídrico dos reservatórios e produzir comida para a população”.

O secretário lembrou que somente o potencial de produção do reservatório do Lago de Itaipu representa mais do que o Brasil inteiro produz hoje. O lago tem 1.350 quilômetros quadrados e se estende de Foz do Iguaçu a Guaíra.

O reservatório de Itaipu possui todas as condições favoráveis de mercado, aptidão técnica e vasta disponibilidade de insumos e áreas propícias à realização da aquicultura. Com a liberação do cultivo de peixes, a expectativa é que, em breve, a produção pesqueira no reservatório dobre e venha a responder por 50% da produção nacional.

Produção – O Brasil produziu em 2016 cerca de 640 mil toneladas de peixes de água doce, um crescimento pouco expressivo, menor que 0,5% em relação ao ano anterior. Em parte, esse crescimento foi freado pela atual situação econômica do país, que vive momentos de recessão por causa dos efeitos da pandemia da covid-19.

Apesar das adversidades no país, a produção de peixes no Paraná teve um dos melhores desempenhos entre os estados, obtendo crescimento de 17% em relação a 2015, atingindo 93.630 mil toneladas de peixes produzidos, segundo dados da Associação Brasileira de Piscicultura.

Fechar
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com