0 Shares 231 Views

Beto Richa registra em cartório Plano de Metas para os próximos quatro anos

13 de setembro de 2014
231 Views

Beto Richa registra em cartório Plano de Metas para os próximos quatro anos

O governador Beto Richa registrou em cartório nesta sexta-feira (12) seu Plano de Metas para o período 2015-2018. O documento foi assinado no 4º Cartório de Registro de Títulos e Documentos, no centro de Curitiba, no mesmo local onde foi registrado o Plano de Governo em 2010. “Faço isso para que as pessoas possam acompanhar o cumprimento e a evolução dos compromissos assumidos com os paranaenses”, afirmou Beto.

O plano define metas para todas as áreas da administração pública, com destaque para assistência social, saúde, educação, segurança e infraestrutura. “Todas as metas são resultado de demandas da população. São propostas necessárias e viáveis”, disse Beto. “Estamos sempre ouvindo as pessoas para direcionar nossa gestão”, afirmou o governador, que estava acompanhado da esposa Fernanda Richa e do coordenador de campanha, Eduardo Sciarra.

ÁREAS PRIORITÁRIAS – Beto vai tratar a saúde pública com atenção especial. Para isso, vai implantar mais 1.000 leitos em hospitais regionais, construir e reformar 600 Unidades de Saúde da Família e criar 11 novos Centros de Especialidades, cobrindo toda a população do Paraná e dobrando o número atual de consultas especializadas, exames e cirurgias eletivas.

A educação continuará sendo a prioridade absoluta do governador. Está previsto melhorias e reformas em 400 escolas e construção de 100 escolas novas, beneficiando cerca de 400.000 alunos. Ensino Profissionalizante para os jovens, conforme as necessidades e vocações locais, com 11 novas escolas estaduais.

O Programa Família Paranaense irá atender 200.000 famílias em situação de vulnerabilidade nos 399 municípios. Na segurança, o destaque é para o programa Vigia, que vai integrar todas as câmeras de monitoramento, públicas e privadas, auxiliando no combate ao crime. Além disso, serão contratados 10 mil policiais, compra de 300 módulos móveis e construção de 20 presídios.

METAS CUMPRIDAS – Em três anos e sete meses de gestão, o governador Beto Richa cumpriu ou está cumprindo 76% das metas de governo estabelecidas no Plano de Governo apresentado em 2010, de acordo com levantamento feito e publicado pelo jornal Gazeta do Povo. Os melhores resultados foram em áreas prioritárias, como saúde e educação. Do total de 137 metas listadas pelo jornal, apenas 33 ainda não foram alcançadas.

A Gazeta do Povo não considerou novas metas estabelecidas e cumpridas depois de 2011, ao longo da gestão do governador, como a duplicação da PR-445, entre Londrina e Cambé, a maior obra executada com recursos do estado. “Estamos fazendo um governo de resultados, em que a melhoria das condições de vida dos paranaenses é o objetivo final de cada projeto, de cada compromisso. Apesar das dificuldades que tivemos nesse período, atingimos um índice satisfatório de metas cumpridas”, afirmou Beto.

Leia a íntegra do Plano de Governo em www.betoricha.com.br

CONFIRA ALGUMAS METAS DO PLANO DE GOVERNO 2015-2018

· Programa Família Paranaense: atender 200.000 famílias em situação de vulnerabilidade (90.000 em atendimento + 110.000 novas), nos 399 municípios.

· Construção e Melhoria de Moradias para beneficiar 140.000 famílias: 90.000 moradias urbanas, 20.000 moradias rurais e 30.000 regularizações fundiárias e titulação de propriedades.

· Paraná como área livre de febre aftosa sem vacinação e de peste suína clássica: reconhecimento internacional até 2017, com mais segurança para o mercado interno e para os exportadores.

· Restaurantes Populares: implantar 20 unidades nas regiões de maior concentração populacional, em parceria com municípios e ONGs.

· Implantar mais 1.000 leitos em hospitais regionais, sendo 500 deles de UTI.

· Construir, ampliar, reformar e equipar mais 600 Unidades de Saúde da Família em todas as 22 regiões de saúde do Paraná.

· Centros de Especialidades: 11 novos, cobrindo toda a população do Paraná e dobrando o número atual de consultas especializadas, exames e cirurgias eletivas.

· Novos ambientes digitais de aprendizagem: lousas digitais, tablets, BEL-100 da COPEL (internet 100 mega) para 100% das escolas, beneficiando 1 milhão e 500 mil alunos.

· Melhorias e reformas em 400 escolas e construção de 100 escolas novas, beneficiando cerca de 400.000 alunos.

· Ensino Profissionalizante para os jovens, conforme as necessidades e vocações locais, com 11 novas escolas estaduais e parcerias (SESI, SENAI, SESCOOP, SEBRAE).

· Educação integral por meio de atividades complementares, como ensino de línguas e empreendedorismo, para todas as escolas (1,5 milhão de alunos) e com educação curricular para municípios com IDH baixo.

· Cooperação técnica entre a Universidades, Institutos Tecnológicos e Setor Produtivo para inovação com transferência de tecnologia para as empresas (Rede Paranaense de Ciência, Tecnologia e Inovação).

· Consolidar o Programa de Fomento e Incentivo à Cultura, com R$ 30 milhões já alocados para 2015.

· Criar 400 mil empregos com carteira assinada em todo o Estado, dobrando a carteira de investimentos no Paraná, com mais R$ 35 bilhões nos próximos 4 anos.

· Ampliar o Programa Paraná Competitivo para empresas novas e já instaladas em processo de expansão, vinculado à geração de empregos.

· Implantar o Pólo de Hardware do Paraná, com legislação baseada em incentivos, certificação e sinergia para adensamento de cadeia produtiva.

· Programa Paraná Criativo (startups): criação de incubadoras para projetos na área de indústria, comércio, serviços e economia criativa.

· Duplicar 750 km de estradas.

· Projeto Pontal do Paraná: 24 km de faixa de infraestrutura compartilhada com rodovia duplicada, canal de macrodrenagem, ferrovia, dutos e linhas de transmissão.

· Porto de Paranaguá: dragagem de aprofundamento, terminal de passageiros, ampliação e recuperação de piers, remodelação do cais, aquisição de shiploaders, expansão do pátio.

· Energia elétrica: R$ 10 bilhões em investimentos de 2015 a 2018, com ampliação de investimentos em energias renováveis.

· Gestão dos resíduos sólidos urbanos, em apoio aos municípios com plantas de tratamento com novas tecnologias através de consórcios metropolitanos.

· Novos concursos para continuidade a expansão do contingente com contratação de mais 10 mil policiais e construção e ampliação de 20 novos presídios.

· Programa VIGIA: sistema de segurança que integra todas as câmeras de monitoramento, públicas e privadas, auxiliando no combate ao crime.

· Aquisição de mais 300 Módulos Móveis de segurança.

· Viabilizar “cidades inteligentes”, com smartgrid, WiFi, aplicativos de telefonia móvel para finalidades urbanas múltiplas, infraestrutura para veículos elétricos, sensores para segurança e eficientização energética e hídrica.-

Mais notícias para você:



Deixe um comentário

Your email address will not be published.