por 16:58 Sem categoria

Beto Richa em ferias

História curitibana contada por uma professora de academia.

A professora de spinning (aula de ciclismo, feita em grupo, com bicicletas fixas que simulam subidas e velocidade), que não é curitibana e, portanto, uma pessoa super light, sorridente, extrovertida e brincalhona, tem por hábito sempre perguntar o nome do novo aluno que entra na sala pela primeira vez e, a partir daí, chamá-lo por um apelido durante a aula, a fim de estimular o desempenho do figura. Então, diz: “Força Lu!” “Agüenta Rodrigão!”, e assim por diante. Hoje ela nos contou uma engraçada… Diz que há alguns dias ela já estava dando aula quando entrou um aluno atrasado, de boné. Então ela perguntou:”Qual seu nome?” Ele respondeu: “Beto”. A aula continuou e, como não poderia deixar de ser, a professora, durante toda a aula, disse por várias vezes: “Vamos lá BETÃO!!!”. Passava por ele e ela mesma aumentava a carga da bike, como sempre fazi com outros alunos para que eles não “roubem” na força. Quando acabou a aula, e os alunos estavam saindo da sala, a professora disse novamente: “Tchau, BETÃO! Até a proxima aula!” Os outros alunos então vieram até ela e tiraram o maior sarro… “Aí professora!!! Íntima do prefeito, hein!!!” Ela, coitada, diz que ficou morrendo de vergonha, porque realmente não o tinha reconhecido. Na aula seguinte, que aconteceu ontem, já sabendo tratar-se do prefeito, a professora limitou-se a chamá-lo de Beto. E, no final, quando disse “Tchau, até quinta!” , o prefeito respondeu: “Agora só volto no final de novembro… vou tirar 15 dias de férias!”

por 16:56 Sem categoria

Beto Richa em ferias

História curitibana contada por uma malhadora de academia. 
“Aí professora!!! Íntima do prefeito, hein!!!” Ela, coitada, diz que ficou morrendo de vergonha, porque realmente não o tinha reconhecido. Leia na Integra

Fechar