Escrito por 11:58 Sem categoria

Beto Richa autoriza duplicação da PR-323 entre Maringá e Paiçandu

Compartilhe

O governador Beto Richa assinou na sexta-feira, 28, em Maringá a ordem de serviço para duplicação da PR-323, que liga a cidade a Paiçandu. A obra esta orçada em R$ 30 milhões e prevê o alargamento das avenidas marginais, construção de novos viadutos e a instalação de ciclovias e trincheiras em 3,8 quilômetros, por onde circulam 30 mil veículos por dia.

Richa explicou que a duplicação era uma reivindicação antiga da região para desafogar o pesado trânsito daquela rodovia. “Esta é uma das maiores demandas do Noroeste do Paraná. Desde o ano passado, grande número de lideranças políticas e empresariais pede esta obra. Vamos elaborar uma equação que nos possibilite duplicar toda a rodovia. Temos várias obras de intervenção, enquanto buscamos meios para duplicação total da rodovia”, disse Beto Richa.

O secretário de Infraestrutura e Logística, Pepe Richa, afirmou que a duplicação é prioridade devido ao grande volume de tráfego. “A rodovia passa no perímetro urbano e uma obra deste porte vai dar mais segurança a motoristas e pedestres. Hoje, um cidadão não consegue atravessar a rodovia sem colocar sua vida em risco, pelo grande número de veículos. Por esse motivo, vamos fazer obras inicialmente neste trecho”, disse Pepe.

MELHORIAS – Segundo o diretor do DER, Paulo Roberto Melani, a duplicação vai beneficiar a população da região. “Vamos implantar ao longo dos 3,8 quilômetros da rodovia, marginais dos dois lados para que a população possa trafegar sem a necessidade de entrar na rodovia. Além disso, serão feitas três trincheiras, dois viadutos, duas passarelas, calçadas ao longo das marginais e ciclovias”, afirmou o diretor.

Melani disse que a duplicação da rodovia de Paiçandu até Francisco Alves está em fase de elaboração dos projetos, com custo de R$ 20 milhões. “Os projetos vão apontar as necessidades de cada trecho, mas para a execução de toda a obra, estimamos em R$ 1 bilhão. Algumas intervenções prioritárias estão em andamento, como o acostamento entre Iporã e Umuarama”, disse o diretor. Ele anunciou para os próximos dias a assinatura da ordem de serviço para o trevo do Cedro, um dos pontos mais crítico da rodovia.

OBRAS – Nos 3,8 quilômetros serão executados serviços de terraplenagem, pavimentação asfáltica, drenagem, obras de arte correntes e especiais (viadutos, trincheiras, contornos e ciclovias), sinalização e serviços complementares. O prazo para conclusão é de 540 dias, a partir de segunda-feira (1.º). A execução será feita pela empresa Extracon Mineração e Obras e a fiscalização e acompanhamento das obras pelo DER.

A assinatura da ordem de serviço aconteceu durante a solenidade de inauguração da segunda Escola de Formação, Aperfeiçoamento e Especialização de Praças da Academia Militar do Guatupê. Estiveram presentes o secretário de Segurança Pública, Cid Vasques, os deputados estaduais, Evandro Júnior e Cida Borguetti, o prefeito de Maringá, Silvio Barros, o comandante da academia Policial do Guatupê, tenente-coronel João de Paula Carneiro Filho, o comandante da escola, capitão Ademir de Fonseca Júnior, e o diretor de Ensino e Pesquisa, coronel Cesar Vinicius Kogut.

Close