Written by 20:30 +, Politica

Barros mantém candidatura à presidência da Câmara

 

O deputado federal Ricardo Barros (PP) afirmou que concorrerá à presidência da Câmara, mesmo depois de sua legenda anunciar apoio à reeleição de Rodrigo Maia (DEM). Segundo ele, a candidatura independente é para ampliar os debates sobre a necessidade de recuperar o protagonismo da Câmara, enfrentar os lobbies, dar melhores condições aos parlamentares e votar as medidas que o país precisa.

“Estou aqui para expressar ideias, para fazer propostas. Temos uma grande responsabilidade nesse novo momento do Brasil. Dá pra fazer muita coisa para esse país ficar melhor e depende de cada um de nós. Vamos enfrentar as pautas. Se nós votamos, nós respondemos a sociedade”, disse durante a reunião de bancada nesta quinta-feira (31).

Entre os assuntos a serem enfrentados pela Câmara nos próximos meses, Barros cita a reforma da previdência, a reforma tributária, a pauta de combate à corrupção do ministro da Justiça Sergio Moro, a pauta de costumes, a lei de abuso de autoridade entre outras.

“Precisamos recuperar o protagonismo da Câmara. O Supremo Tribunal Federal tem usurpado as nossas competências em assuntos como a prisão em segunda instância e no auxílio moradia. É preciso que nós façamos um posicionamento”, acrescentou.

Ricardo Barros tem focado a campanha na abordagem individual, entrou em contato com todos os parlamentares por meio de ligações ou enviando vídeos com as propostas. Chegou a gravar um vídeo para cada deputado. Também se reuniu com presidentes de partidos e líderes de bancadas.

“Eu me coloquei candidato e vou continuar nessa tarefa, porque nós aqui temos que enfrentar os lobbies que estão acabando com o nosso país. Há um aparelhamento do Estado contra o interesse público, aumentando os custos no Brasil”, salientou Barros lembrando que economizou R$ 5 bilhões no Ministério da Saúde renegociando contratos e compras de medicamentos.

Barros agradeceu ao presidente da legenda, senador Ciro Nogueira (PI), e ao líder Arthur Lira (AL) pela disposição ao diálogo e parabenizou o presidente Rodrigo Maia “pela sua capacidade política de ter construído tão ampla aliança”.

A eleição está marcada para iniciar às 18h de sexta-feira (31). Além de Barros e Maia, devem concorrer ao cargo os deputados Fábio Ramalho (MDB-MG), JHC (PSB-AL), Marcelo Freixo (PSOL-RJ) e Marcel van Hattem (Novo-RS). O candidato é eleito com maioria absoluta, ou seja, 257 deputados; no segundo turno, ganha o que tiver mais votos.

(Visited 1 times, 1 visits today)

Close