por 22:52 Sem categoria

BANDAS PARAGUAIAS: ACRUX

A cena da contra-cultura musical do Paraguai volta em meia tem uma novidade agradável. A Acrux (foto), revelada por Fernando R.V. Fernandes (www.sopaparaguaia.com) é uma destas. Confiram:

"Depois de uma curta trajetória, de apenas dois anos, a banda Delirium Tremens, de Asunción, encerrou sua passagem pela cena musical paraguaia, no ano de 1998. Alguns de seus ex-integrantes, no entanto, não estavam dispostos a deixar o mundo da música e reagruparam-se para formar, no ano seguinte, a banda Acrux".

A íntegra da resenha no

LEIA MAIS

por 22:42 Sem categoria

Bandas Paraguaias: Acrux

Bandas Paraguaias: Acrux

Por Fernando R. V. Fernandes – SopaBrasiguaia.com

Depois de uma curta trajetória, de apenas dois anos, a banda Delirium Tremens, de Asunción, encerrou sua passagem pela cena musical paraguaia, no ano de 1998. Alguns de seus ex-integrantes, no entanto, não estavam dispostos a deixar o mundo da música e reagruparam-se para formar, no ano seguinte, a banda Acrux.

O grupo reservou os dois primeiros anos de sua trajetória à composição das canções que formariam seu repertório. Desta forma, nasceram os temas “En busca de paz”, “A batallar”, “La nación sin fronteras” e “Nuestro alrededor”. Com a chegada do vocalista Marcelo Gabriel Candia, em 2001, os temas “Ellos” e “No hablaré de ti” foram adicionados ao repertório e o grupo realizou sua primeira apresentação pública, em novembro daquele ano.

A passagem de Candia pelo grupo foi relativamente breve, deixando a banda no ano seguinte. A banda passou a dedicar-se à gravação de seu primeiro demo, intitulado “Acrux”, com os temas “Ellos” e “No hablaré de ti”. Com o retorno de Marcelo Candia ao grupo, em junho de 2002, o grupo organizou uma apresentação beneficente em prol do Hospital Materno-Infantil de Asunción. Naquele mesmo ano, Acrux realizou sua primeira aparição na TV e tocou também com grandes nomes da cena musical paraguaia, como Motorhized, Revolución e Bajo Zero.

Após as apresentações que seguiram-se ao lançamento do demo, o grupo separou-se por um breve período, retomando suas atividades em 2004, com a intenção de lançar seu primeiro álbum. Intitulado “Nuestro Alrededor”, o álbum traz sete das canções compostas nos primórdios do grupo. Em 2005, somou-se àquela formação o tecladista Juan Bráez, e atualmente Acrux dedica-se às apresentações públicas.

O grupo é formado por Manuel J. Escribano (baixo e vocais), Andrés J. Escribano (guitarra e voz), Juan Bráez (teclado e vocais) e Dani Riveros (bateria). O som de Acrux varia do Rock ao Metal. As guitarras vão do rock melódico ao Metal com desenvoltura. O baixo é executado com sobriedade, mas não perde qualidade ao fornecer o “nervosismo” que o metal exige. A bateria completa o quadro com os teclados, dando um acabamento perfeito às canções.

O grupo não conta com um site oficial, mas mantém uma área no site MySpace, onde é possível conferir algumas das canções da banda. Destaque para o tema “Ellos” e sua crítica político-social. Quem estiver em Asunción no próximo dia 12/07 terá a oportunidade de conferir ao vivo o desempenho da banda, que se apresentará na “Top Disco” (Av. Independencia c/ Tte. Fariña, 595), às 21h00, com entradas a G$ 45 mil (cerca de R$ 19,00).

Se você conhece ou faz parte de alguma banda paraguaia que queira ver seu trabalho divulgado pelo SopaBrasiguaia.com, envie um e-mail para sopabrasiguaia@gmail.com, contando a história do grupo, falando sobre seus integrantes, curiosidades, álbuns e indicando também algum material multimídia. Assista abaixo o clipe de “Ellos”, da banda Acrux.

Fechar
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com